O Papa

A Rendição do Sedevancantismo
Alberto Zucchi
Circula na internet uma foto que significa o reconhecimento dos erros do sedevancantismo por parte de um dos seus mais ardorosos defensores: o responsável pelo site Controvérsia Caótica, o qual está alinhado e é muito próximo do autodenominado bispo Dom Rodrigo, cuja diocese se situa no planeta do “Space Ghost”.
 
 
Segundo esta linha do sedevacantismo, desde João XXIII até a atualidade não existem mais papas. Além disso, os bispos sagrados dentro da hierarquia regular da Igreja não são mais bispos e também não há mais padres. Mais ainda, qualquer aceitação da Missa Nova ou do Vaticano II, ou a aceitação de qualquer desses papas, de qualquer bispo, ou de qualquer autoridade da Igreja atual implica em excomunhão que exclui o fiel da “verdadeira” Igreja.

Ainda segundo estes sedevacantistas, todos aqueles que, tendo conhecimento dos erros dos (para eles) pseudo-papas, ao aceitar a sua autoridade, mas não o obedecer em tudo, cairiam no erro do Galicanismo e, nesse caso, também seriam hereges excluídos da Igreja.

Assim, esse grupo não hesita em considerar até Dom Mayer e Dom Lefebvre como hereges.

Diogo, o dirigente do site Controvérsia Caótica, ao que tudo indica, compareceu a uma palestra de Dom Athanasius na passagem deste pelo Brasil e, isto é certo, tirou uma foto ao lado dele. Ora, de acordo com a corrente do sedevacantismo da qual esse jovem participa, Dom Athanasius se enquadra no qualificativo de herege pois, apesar de ser um crítico de muitas das atuais posições doutrinárias modernas, inclusive em relação ao Papa Francisco, aceita a sua autoridade e até o acompanhou em sua visita ao Cazaquistão. Desta forma, segundo Diogo, Dom Athanasius seria galicano, herege, e estaria, ipso facto, fora da Igreja.

Por que então agora o homem do site Controvérsia Caótica se aproxima do herege e quer com ele ser fotografado, fazendo até pose?

Ora, Dom Athanasius não poderia alegar ignorância para escapar da acusação de herege, pois demonstra um grande conhecimento de toda a crise da Igreja e claramente já se colocou o problema da validade do Vaticano II e da Missa Nova.

Portanto, não existe outra alternativa para Diogo: ou ele, para aparecer ao lado de um clérigo de prestígio, aceitou aparentar proximidade a um herege, o que também o tornaria um herege, ou ele considera que Dom Athanasius é realmente um bispo da Igreja Católica e, em consequência, Diogo terá abandonado o sedevacantismo. De qualquer forma é uma rendição. Ou Diogo cedeu à heresia em troca de prestígio, ou mudou e aceitou a Igreja Católica como verdadeira - o que sem dúvida seria a melhor hipótese, pois enfim Diogo começaria a ter um olhar mais direto sobre a realidade.

Para os demais sedevacantistas, seguidores de Diogo, também não há opção. Ou rompem com ele, conservando seu doentio sedevancantismo, ou recuperam um pouco de bom senso e admitem que aderiram a uma doutrina completamente maluca.

Seja como for o sedevancantismo se rendeu, quer seja ao bom senso quer seja à incoerência e ao cinismo. Deo Gratias!

    Para citar este texto:
"A Rendição do Sedevancantismo"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/veritas/papa/dathanasiusdiogo/
Online, 26/11/2022 às 19:16:20h