Religião

Lobos uivam contra Bento XVI
Orlando Fedeli


Não só de dentro do Vaticano se ouvem uivos de ódio contra Bento XVI por sua orientação contrária ao que se decidiu no Vaticano II.


Agora, nos chega notícia de que órgãos maçônicos importantes foram levar ao Presidente da Comissão Européia seu uivo de advertência contra o retorno do “integrismo”, que, ao ver das lojas, ameaça as conquistas do “iluminismo” e dos chamados “Direitos Humanos”, proclamados pela Maçonaria que os redigiu pela primeira vez, em suas lojas, antes de impô-los à Assembéia Nacional Constituinte da Revolução Francesa, em 1789.

E que tem a ver a Maçonaria com a orientação que o Papa Bento XVI está dando à Igreja Católica?

Essa seria a pergunta ingênua de um desconhecedor da História. Ou seria a objeção cínica de um padre modernista, cúmplice da conspiração das seitas secretas contra a Igreja. Ou ainda, seria o contra argumento obtuso de certos sacerdotes conservadores, e mesmo de alguns tradicionalistas, que não crêem em conspiração. Porque os há desse tipo, mesmo entre os tradicionalistas, infelizmente. A obtusidade é contagiosa em nosso tempos.

Pois agora nos chega essa notícia  bem pouco secreta, já que , hoje, as coisas podem se fazer mais ou menos às claras, tal é a ignorância atual.

A Maçonaria confirma que não gosta do que está fazendo Bento XVI, e julga isso um retorno do ‘integrismo” à la São Pio X, ou à la Pio IX.

E ela sente ameaçados o laicismo, que exige a separação entre Igreja e Estado, como também os  tais dos “Direitos Humanos” que servem normalmente para proteger criminosos, vicios, para promover o aborto, a eutanásia, assim como para acobertar ultrajadores da Fé.

Consideramos extremamente esclarecedora essa manifestação da Maçonaria, porque ela confirma que, de fato, Bento XVI está promovendo um retorno da Igreja ao que ela era antes do Vaticano II, esse Concilio que, no dizer do Papa João Paulo II, promoveu uma estranha síntese entre o iluminismo maçônico e a doutrina católica:

     “Nos documentos do Concílio Vaticano II pode-se encontrar uma sugestiva síntese da relação entre o cristianismo e o iluminismo”.
     (João Paulo II, Memória e Identidade, Ed Objetiva, Rio de Janeiro, 2.005, p. 126).

Portanto, essa advertência da Maçonaria concorda com a acusação dos modernistas à política de Bento XVI, e desmente a mentira sede vacantista, assim como a cegueira daqueles que negam que Bento XVI está fazendo um retorno a posições anteriores ao Vaticano II.
 
São Paulo, 6 de Julho de 2008.
Orlando Fedeli
 
Eis a nota da Maçonaria:
 
 
Recepção do  GODF (Grande Oriente de França) pelo Presidente da Comissão Européia
 
 http://www.godf.org/comm_p_detail.asp?num=141
 
09/04/2008
Autor : O Grande Oriente de França
 
 
Pela primeira vez desde a criação da União Européia, o Grão Mestre do Grande Oriente de France Jean-Michel QUILLARDET, acompanhado por uma delegação representando o conjunto das Obediências maçônicas européias, foi recebido, em 8 de Abril de 2008, pelo Sr. José Manuel BARROSO, Presidente da Comission Européia.
 
O Grão Mestre e a delegação reafirmaram seu apego à liberdade de consciência e sua inquietação quanto ao retorno do religioso e do integrismo na Europa. Quanto ao Presidente BARROSO, ele sublinhou a importância do processo de separação das Igrejas e do Estado.
 
As raízes históricas da Europa foram igualmente evocada pelo Presidente BARROSO que a reconheceu  a contribuição decisisva da filosofia das Luzes assim como a necessidade da laicidade.
 
A delegação lhe deu oficialmete seu pronunciamneto. Foi decidido proseguir esse diálogo construtivo por meio de trocas regulares entre os serviços da Comissão e as Obediências maçônicas européias liberais e adogmáticas.
 
O Grão Mestre apelou aliás à União Européia para tomar uma posição firme contra os atentados inaceitáveis aos Direitos do Homem na China.
 
 
A delegação era composta por:
 
G.O.D.F. – Representado por seu Grão Mestre, Jean-Michel Quillardet
G.L.F.F. - Representada por suaa Grã Mestra, Yvette Nicolas
Federação  Francesa do Direitoroit Humanno - Representado por seu Presidente, Michel Payen
Grande Oriente Lusitano (Portugal) - Representado por seu Grão Mestre, Antonio Reis
 
Em nome das Obediências maçônicas européias liberais e adogmáticas.
 
 
Contato de imprensa:
Grande Oriente de França
Philippe Sabadell
gocom@godf.org
 
 

    Para citar este texto:
"Lobos uivam contra Bento XVI"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/veritas/religiao/lobos_contra_bento_xvi/
Online, 18/08/2017 às 07:58:10h