Política e Sociedade

Carta aberta a Lula: Renuncie, Presidente!
Orlando Fedeli

Excelentíssimo Sr. Presidente da República do Brasil,
Sr. Luis Inácio Lula da Silva, saudações estarrecidas e entristecidas!

Permita-me, sr Presidente, transcrever o que vários jornalistas e políticos afirmaram sobre a conduta de V. Excia, em meio a essa crise de corrupção inaudita promovida pelo PT, o partido do qual – muito ironicamente -- V.Excia. é o Presidente de Honra.

De Honra?

Eis algumas opiniões sobre sua conduta, nesta crise:
 

O pobre discurso do presidente da República ... Luiz Inácio Lula da Silva é inepto como piloto de tormenta. Lula certa forma demitiu-se ontem da função de lider....Pedir desculpas para valer exigiria dizer que foi Lula, e ninguém mais, quem traiu a história de seu partido, certa ou errada”. (Clóvis Rossi).

*****

“O tardio discurso presidencial de ontem abusou do plural majestático... "nós", em lugar do "eu" ...No plural, ele pediu desculpas à nação...Só usou o singular para se declarar indignado...Lula apelou para o "nós", permitido pela gramática e pelo uso diplomático. Não por humildade e protocolo. Por dissimulação, aliás inútil”. (Carlos Heitor Cony).

*****

O pronunciamento do presidente Lula foi meramente protocolar...timidamente pediu desculpas e jogou para o PT a incumbência de se desnudar diante da opinião pública e assumir seus erros, o restante seguiu um roteiro meticulosamente traçado até no que se refere à inexatidão dos fatos.

Foi um passo muito pequeno quando se avolumam as acusações de que deixou o barco correr...Não quer citar o nome de José Dirceu...foi econômico com o PT, com Genoino, com Delúbio e com Silvinho, responsáveis diretos pela construção da crise...o presidente tem imensa dificuldade em reconhecer claramente os erros que cometeu, bem como dar nomes aos bois”. (Tribuna da Imprensa, editorial)

*****

“Lula finalmente falou, ou melhor: leu alguma coisa. Fingiu de Alice no país das maravilhas, mas o que ficou foi Alice não mora mais aqui. Lula começou a falar ao meio-dia e 36, terminou às 12,45, exatamente 9 minutos jogados fora... Não dá nem para comentar...Depois desse vago blablablá, Lula pediu desculpas ao povo brasileiro, "estou tão indignado quanto vocês". Era melhor ter ficado em silêncio. Ou ele estava em silêncio palavroso?” (Hélio Fernandes)

*****

Ele devia abrir o jogo, dizer que foi traído. Mas ele é refém de Dirceu, de Delubio. Se os dois falarem, Lula volta para um botequim de São Bernardo". (Sebastião Nery).

*****

Do ex-dirigente petista César Benjamin: “Lula sempre compartilhou da intimidade do grupo e foi o principal beneficiário de suas ações. Garante, porém, que nada sabia. Respeito quem acredita nisso, assim como respeito quem acredita em duendes.”  (Originalmente, essa frase é parte de um artigo que Benjamin escreveu para a Folha de S. Paulo)

*****

Uma vez iniciado o procedimento cirúrgico, não nos esqueçamos de remover, também, o agente cancerígeno. Ele está logo ali, no outro lado, no outro vértice da praça central.

Refestelado em seu trono, repousa um reizinho. Ele se fez de rei de baralho. Jura que de nada sabe. Protesta inocência e até mesmo ingenuidade. Afirma-se traído pelos seus valetes.Alguns até mesmo se solidarizam em sua comiseração. Mereceria ele a nossa indulgência?

Eu entendo que não. Ele reina, mas também governa. A coroa não lhe chegou à cabeça por acaso. Desta corte ele é o rei, por mais que se diga apenas o bobo.Dos ministros até os pagens, não há ninguém, no Palácio, que lá esteja à sua revelia. Se “há algo de podre no reino da Dinamarca” não cabe a este Hamlet questionar-se entre ser ou não ser. Ele é. E não pode evadir-se da responsabilidade de ser.

É impossível conceber que ele nada soubesse. Há nas cortes os áulicos, mas abundam também os Rigolettos. Seja por lealdade, seja por intriga, estes, com certeza, tudo confidenciaram aos ouvidos do rei. E este, sem a menor dúvida, estava a par de tudo o que se fazia. Mormente porque era ele, o rei, o principal beneficiário de toda essa cafetinagem parlamentar) (...) Haja o que houver, o fato irreversível é que o rei perdeu a majestade. Não lidera, não ordena, nem sequer mandar ele pode mais. Ele está condenado a terminar o seu reinado impotente e emasculado.

A autoridade de um rei provém do exemplo que ele produz. Sem exemplo não há reis. A não ser os de copas, ouros, espadas ou paus”. (Armando Mellão, In O Estado de São Paulo, 12 – VIII- 2005, p. 2)




Eis aí algumas opiniões abalizadas e arrasadoras que exigiriam de V. Excia., ou que processasse seus autores, ou, então, que renunciasse a seu cargo presidencial.

Um Presidente da República não pode eticamente exercer seu cargo, quando se lhe diz, em face, diante de todo o país, tais coisas.

Um país que se honre não pode permitir que seu primeiro dignitário seja assim tratado.

Se o tratamento foi injusto, dever-se-iam tomar providências contra os que assim escreveram. Se esses jornalistas disseram a verdade, não se pode tolerar que pessoa assim qualificada seja o Primeiro Mandatário do Estado.

***

As opiniões externadas, que acima transcrevemos, comprovam que V. Excia. perdeu todo crédito diante da opinião pública brasileira.

A sua dignidade pessoal e a dignidade do país impõem que V. Excia. renuncie. Essa é a única atitude digna que lhe cabe tomar.

Renuncie, Senhor Presidente.

Salve um pouco de sua dignidade.

*****

O Brasil assiste estarrecido a mais escandalosa onda de corrupção, jamais vista no país, promovida pelo PT, o seu Partido, partido do qual o senhor é Presidente de Honra.

Honra e PT, Sr. Presidente, hoje, são termos absolutamente contraditórios. Essa contradição exige que Vossa Excelência, ou renuncie à Presidência, ou renuncie à sua honra.

V. Excia. clamou que ninguém lhe pode dar lições de “ética”. Desse modo o senhor se colocou como exemplo da famosa ética, esse substitutivo laico da Moral.

Mas que entende o senhor por ética senão a que o PT, esse partido sem moral, lhe impingiu coma tal?

A “ética“ marxista do PT é oposta à Moral do Evangelho. O marxismo não respeita nem os mandamentos da lei de Deus que proíbem roubar, ou até mesmo cobiçar as coisas alheias, e nem o mandamento que obriga a dizer a verdade.

A “ética” marxista permite roubar e mentir.

A Moral do Evangelho condena mentir e roubar.

Para o PT — partido socialista marxista – para o stalinista José Dirceu que governava o Brasil em seu nome, assim como para o comunista castrista frei Betto que o aconselhava, “ético” é o que favorece a causa marxista. Para o marxismo, que o senhor defende – na medida em que o Senhor o compreende -- ético é tudo o que favorece o triunfo da causa proletária, quaisquer que sejam os meios empregados.

Para seus maus conselheiros, “ético” é tudo o que ajuda a estabelecer o socialismo.

E isso é o contrário de toda Moral. É até o oposto daquilo que mesmo na política, hoje, se chama de “ético”.

Daí, V. Excia. ter proposto um projeto de aborto, e ter a ousadia de escrever à CNBB que V. Excia. se inspira e defende os princípios do Evangelho, que condenam o aborto.

Contradição absurda.

Por acaso não sabe V. Excia que o aborto vai contra a Moral? Sua mãe não lhe ensinou isso?

Por acaso não lhe disseram os Bispos que, propondo o aborto, V. Excia está excomungado? Nenhum Bispo lhe disse isso?

Tememos que não...

A CNBB, que lhe escreve com tanta doçura e com tanto companheirismo petista, devia ter-lhe dito que a excomunhão automática cai sobre todos os que propõem, defendem ou votam a favor do aborto.

A CNBB trai a doutrina católica, quando finge não ver que V. Excia. propõe o aborto, e aprovou o uso de células embrionárias-tronco.

Foi notado que, exceto o Secretário do PT, que ganhou uma Land Rover, e seu filho Fábio, que ganhou um “presentão” da Telemar, até agora, a corrupção, em seu governo, beneficiou mais o PT do que pessoas.

Foi o que se soube... Até agora... Mas já se fala de vestidos bem caros de Dona Marisa, e de bem cortados ternos seus...

E como poderia V. Excia condenar a corrupção do PT, se a “ética” do PT, sendo marxista, considera toda propriedade particular um roubo, e que é lícito tirar o que é dos burgueses, assim como usar o tesouro do Estado para promover a revolução proletária?

Se V. Excia. ajuda o MST a tomar as fazendas dos proprietários rurais, por que proibiria tomar o dinheiro da Fazenda Nacional? Para a “ética” marxista do PT pegar o que é dos outros, ou do Estado, não é roubar, mas agir em proveito do proletariado. É expropriar a burguesia.

Para o PT pegar o que é dos outros é justificado. Essa é a “ética“ marxista do PT.

Desse modo, a imoralidade e a corrupção são intrínsecas, são essenciais ao Partido de V. Excia.

V. Excia finge não saber de nada sobre o que havia de corrupção entre seus auxiliares diretos. E também fingir é contra a Moral e contra a famosa ética.

Ninguém que pense um pouco, no Brasil, acredita que V. Excia ignorava o que José Dirceu, Delúbio, Genoíno, Palocci, e outros seus amigos íntimos faziam do modo mais imoral. É evidente que V. Excia sabia de tudo, e que V. Excia não diz a verdade quando garante que nada sabia. Isso também vai contra a famosa ética.

O Brasil ficou estarrecido diante do cinismo dos líderes petistas – todos seus amigos – ao ver como eles mentiam cinicamente, sem nenhum constrangimento, nas CPIs ou em entrevistas..

Pois mentir em proveito da causa operária é justificado pela doutrina marxista professada pelo PT.

Também para V. Excia. – como marxista que é -- mentir é lícito e “ético”, se for para bem da causa dos proletários.

Como crer então em sua palavra?

Um petista insuspeito, Hélio Bicudo – afinal ele abriu o bico -- disse coisas tremendas a seu respeito:

Hélio Bicudo disse à jornalista Lucila Soares, da editora de VEJA:

“Lula é um homem centralizador. Sempre foi presidente de fato do partido. É impossível que ele não soubesse como os fundos estavam sendo angariados e gastos e quem era o responsável. (...) Ele [Lula] é mestre em esconder a sujeira embaixo do tapete. Sempre agiu dessa forma. (...) Em 1997, presidi uma comissão de sindicância do PT para apurar denúncias contra o empresário Roberto Teixeira, que estava usando o nome de Lula para obter contratos de prefeituras em São Paulo. A responsabilidade dele ficou claríssima. Foi pedida a instalação de uma comissão de ética, e isso foi deixado de lado por determinação de Lula, porque o Roberto Teixeira é compadre dele.

“A história de Santo André - [O caso Celso Daniel] ainda não está clara. Houve uma intervenção do próprio partido para caracterizar o crime como crime comum, do que eu discordo. Houve a eliminação do Celso, ou porque ele não concordava com a corrupção, ou porque ele quis interromper o processo num determinado ponto.

Repórter: O PRESIDENTE LULA TAMBÉM QUERIA CHEGAR AO PODER A QUALQUER PREÇO?

Hélio Bicudo: -- “Sim. Mas ele quer a representatividade, sem o ônus do poder. Ele dividiu o governo como se estivéssemos num sistema parlamentarista. É o chefe do Estado, mas não do governo. Nisso há, aliás, uma clara violação da Constituição, que é presidencialista. A conseqüência foi o aparelhamento do Estado, um governo sem projeto e essa tática de alcançar resultados pela corrupção do Congresso Nacional. (13/08/2005 - BLOG DO NOBLAT http://noblat.ultimosegundo.ig.com.br/noblat/visualizarConteudo.do?metodo=exibirEntrevista&codigoPublicacao=9895)

É Hélio Bicudo, seu amigo e conhecido membro do PT, que afirma isso com todas as letras:

“Lula é mestre em esconder a sujeira embaixo do tapete. Sempre agiu dessa forma!”.

Noutras palavras, Bicudo diz que V. Excia. sempre acobertou a corrupção.

Ele acusou V. Excia. de ser mentiroso e corrupto, porque acobertar a corrupção é pior do que roubar. Acobertar a corrupção, “esconder a sujeira debaixo do taPeTe", é mentir para favorecer a corrupção. Hélio Bicudo o alcunhou como o lixeiro do PT.

Como então ousa V. Excia. se apresentar como uma pessoa a quem ninguém no Brasil pode dar lições de “ética”?

Hélio Bicudo acaba de lhe dar uma lição terrível.

Diante de tudo isso, V. Excia. já não tem mais nem crédito, nem moral diante do Brasil.

Renuncie.

Cento e oitenta milhões de brasileiros exigem que V. Excia. baixe a cabeça e reconheça, sem desculpas esfarrapadas, seu erro patente, evidente, que só políticos marxistas, e só alguns Bispos modernistas e marxistas da Teologia da Libertação, tentam esconder com a peneira da ideologia ou da heresia.

Por respeito a Deus, à Moral – jogue a “ética” socialista ao lixo – por respeito ao Brasil e ao povo brasileiro, renuncie.

Deixe de “esconder sujeira debaixo do taPeTe" do PT.

Não há outra saída digna para V. Excia.

Renuncie.

Ou virá o impeachment

Renúncia ou impeachment, qualquer coisa que seja, que venha logo!

Ninguém agüenta mais nem o PT, nem o seu Presidente de honra!

São Paulo, 7 de Setembro de 2.005

Orlando Fedeli.

    Para citar este texto:
"Carta aberta a Lula: Renuncie, Presidente!"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/veritas/politica/renuncie/
Online, 11/12/2017 às 12:58:10h