O Papa

Visita a Dom Di Noia
Alberto Zucchi
Prezados amigos e leitores do site Montfort Salve Maria! Comunicamos com grande alegria que os representantes da Montfort que estiveram presentes à Peregrinação dos Fiéis Summorum Pontificum a Roma, realizada nos dias 1 a 3 de novembro, foram recebidos em audiência por sua Excia. Revdma. Dom Joseph Augustine Di Noia, Vice-Presidente da Comissão Ecclesia Dei. A finalidade da visita foi expor, com detalhes, as dificuldades e as boas recepções que temos encontrado em nosso trabalho de divulgação da Missa Tridentina, no Brasil. E, principalmente, ouvirmos conselhos de como este trabalho deveria prosseguir, e se tornar mais eficiente, tendo em vista as diversas dificuldades que temos encontrado e que foram incluídas no relatório. Graças a Deus e à proteção de Nossa Senhora,  os resultados do contato com Mosenhor Di Noia foram muito bons. A audiência aconteceu no prédio do Santo Ofício, onde trabalhou São Pio V. Para nos receber, Dom Di Noia  inaugurou uma sala que foi montada para recepção de  visitas com uma certa distinção. Ele se mostrou muito gentil e amigo. Contou um pouco de sua história e da sua família e quis saber um pouco de cada um dos presentes. Logo no início da entrevista, ele afirmou saber que a Montfort é o maior grupo que apóia a difusão do Motu Proprio em todo o Brasil. E se mostrou muito interessado em saber de nossas atividades. Ele é americano e, como tal, parece um homem muito ativo e que sabe “fazer as coisas acontecerem”. Neste sentido, ele fez questão de nos mostrar uma fonte que estava fora de  funcionamento quando ele chegou à Comissão. Ao mostrá-la, ele comentou: ”Para que serve uma fonte que não funciona? Então eu disse: quero a fonte funcionando. Em dois dias, ela começou a funcionar. Vejam como ela está bem agora. O barulho da água é  agradável para ajudar no trabalho”. Pareceu-nos que ele está muito disposto a fazer com que a Missa Gregoriana se expanda pelo mundo e a apoiar aqueles que desejem o mesmo. Neste sentido, ele afirmou que todas as  demandas que  forem  encaminhadas à Ecclesia Dei serão examinadas e eles se esforçarão por atender. Dissemos a ele que seria muito útil que o Papa fizesse um pronunciamento pedindo a difusão do Motu Próprio no Brasil, pois seu prestigio aqui é muito grande. Citei como exemplo disso o eficiente ataque que o Papa fez ao aborto, quando da sua última visita ao Brasil. A princípio ele sorriu, mas logo em seguida - como disse ele é um bom americano - se pôs a pensar como seria possível conseguir isso. Finalmente, ficou de estudar como fazer. O relatório tinha um resumo de apresentação, três mapas com os locais da Missa pelo Brasil e mais de 400 páginas. Dom Di Noia pareceu impressionado, pelo volume e pelos mapas. Ele se mostrou ainda muito agradecido pelos presentes que lhe entregamos - uma capa de Asperge, confeccionada por membros da Montfort, uma réplica da imagem de Nossa Senhora Aparecida e os CDs do Coral Montfort. Ao final, pedimos a ele para tirarmos uma foto, no que ele consentiu com muito agrado, lamentando apenas por estar sem hábito, que ele normalmente usa - ele é dominicano. Para que todos estivessem na foto, ele mesmo tomou a iniciativa de chamar um auxiliar para fazer a foto, sugerindo que ao fundo estivesse o pátio do Santo Ofício. Realmente ele parece um homem muito prático e apostólico. Rezemos para que Nossa Senhora mantenha ainda durante muitos anos o Santo Padre, e que a Santa Missa no Rito Tridentino continue a se espalhar pelo mundo todo.

    Para citar este texto:
"Visita a Dom Di Noia"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/veritas/papa/visita-a-dom-di-noia/
Online, 24/05/2017 às 16:28:39h