O Papa

Papa insiste em acordo com a Fraternidade e dá novo prazo de um mês
Comentário Lucia Zucchi
Traduzindo - embora o texto esteja em português! - o Papa, não tendo considerado claro ou firme o suficiente a resposta de Dom Fellay, insiste em um acordo, dando um novo prazo.
Curiosa falta de clareza de quem acusa justamente a ambiguidade da doutrina pós conciliar... Será que a resposta de Dom Fellay é hesitante por contemplar as divisões internas da Fraternidade? Será que ele não diz não porque gostaria de dizer sim, e não diz sim porque outros gostariam que ele dissesse não?
Rezemos para que Deus os ilumine a todos.

Resposta da Fraternidade São Pio X é insuficiente para superar fratura com Santa Sé

Cidade do Vaticano (RV) - A resposta da Fraternidade São Pio X ao documento teológico entregue pela Santa Sé "não é suficiente para superar os problemas doutrinais subjacentes à fratura" com a Santa Sé. Foi o que comunicou o Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e Presidente da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei, Cardeal William Levada, ao Superior Geral da Fraternidade, Dom Bernard Fellay, num colóquio realizado na manhã desta sexta-feira, no Vaticano, que durou mais de duas horas. O documento, um Preâmbulo Doutrinal acompanhado de uma nota preliminar, entregue pelo Cardeal Levada a Dom Fellay durante o encontro de 14 de setembro passado como base fundamental para alcançar a plena reconciliação, enuncia – refere um comunicado vaticano – "alguns princípios doutrinais e critérios de interpretação da doutrina católica, necessários para assegurar a fidelidade ao Magistério da Igreja e o sentir com a Igreja". A resposta da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, entregue em janeiro de 2012, "foi submetida ao exame da Congregação para a Doutrina da Fé e, sucessivamente, ao juízo do Santo Padre" e, de acordo com a sua decisão, com uma carta entregue nesta sexta-feira, foi comunicada a Dom Fellay a avaliação da sua resposta. "Ao término do encontro desta sexta-feira, marcado pela preocupação em se evitar uma ruptura eclesial de consequências dolorosas e incalculáveis", foi feito a Dom Fellay o convite a querer esclarecer dentro de um mês a sua posição, "a fim – conclui o comunicado – de se poder alcançar a recomposição da fratura existente, como auspiciado pelo Papa Bento XVI." (RL)

    Para citar este texto:
"Papa insiste em acordo com a Fraternidade e dá novo prazo de um mês"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/veritas/papa/papa-insiste-em-acordo-com-a-fraternidade-e-da-novo-prazo-de-um-mes/
Online, 28/06/2017 às 11:00:06h