Igreja

Teologia da Libertação: Os Zumbis da esquerda também estão de volta
Alberto Zucchi

            Para muitos católicos, foi surpreendente e inexplicável a punição aplicada a Dom Rogelio Livieres, bispo afastado da diocese de Ciudad del Este. Após o anúncio da punição, era difícil encontrar alguém que pudesse explicar com clareza o ocorrido. O comunicado que consta no próprio site do Vaticano não poderia ser mais genérico e impreciso na explicação dos motivos do afastamento. Entretanto, decorridos alguns dias do triste anúncio, parece ser possível fazer uma avaliação do que realmente ocorreu. A impressa em geral, e particularmente no Brasil, procurou atribuir a punição ao fato de que Dom Rogelio teria protegido um padre que se envolvera em problemas ligados a pedofilia. Nada mais falso e mentiroso. Independentemente da análise sobre a inocência do padre, cuja documentação encontra-se no site da diocese (www.diocesiscde.info), a punição a Dom Rogelio por esse motivo seria uma absurda contradição, uma vez que o próprio padre não foi afastado de suas funções. É por esta razão que o Vaticano através do Padre Lombardi se apressou em desmentir essa versão: http://www.catholicculture.org/news/headlines/index.cfm?storyid=22741 Alguns ainda levantaram a hipótese de uma espécie de vingança pessoal. É sabido que, quando cardeal de Buenos Aires, Bergoglio teve significativos atritos com Dom Rogelio. Por mais que se acreditasse em um profundo espírito vingativo, esta razão parece contrariar o bom senso, uma vez que a suposta vingança trouxe um grande problema para o Vaticano. Se de fato o Papa desejasse essa vingança, haveria outros meios, bem mais discretos e bem mais eficientes de a realizar. É difícil imaginar tal gesto de irracionalidade do Papa. Há ainda quem relacione o fato com a recente aproximação da Fraternidade São Pio X com o Vaticano. A punição de Dom Rogelio seria uma prova definitiva de que se prepara uma cilada para os tradicionalistas, caso eles retornem ao que se chama de comunhão plena. Ora, se havia uma cilada preparada, ela foi destruída pelos seus próprios autores que, ao invés de esperar que a FSSPX entrasse na arapuca, fecharam o alçapão antes da hora. Assim, em vez de o pássaro ficar engaiolado, ele fugiu novamente. A relação entre a punição de Dom Rogelio e a situação da FSSPX é algo que pode ser analisado mas, certamente essa aproximação não explica e não é causa da punição. A verdade é que, no universo católico, a diocese de Dom Rogelio não era muito conhecida. Sem dúvida, ele governava sua diocese seguindo um estilo que muitos chamariam de conservador. Seu trabalho é admirável em muitos pontos, mas ele estava longe de se identificar totalmente com a linha conhecida como tradicionalista. Ou seja, Dom Rogelio não tinha qualquer problema em seguir a linha determinada pelo Vaticano. Sempre foi fiel ao Papa Bento XVI e jamais se opôs ao papa Francisco. Assim, analisado o que vem sendo divulgado, voltamos para o início do artigo. Por que uma punição tão brutal e tão contrária ao espírito de entendimento e conciliação, que tem sido a imagem difundida do pontificado do Papa Francisco? A nós, que não temos acesso a informações privilegiadas, mas tão somente gastamos um pouco de nosso pequeno tempo disponível analisando os documentos e fatos públicos, nos parece que a punição está profundamente relacionada com a volta ao cenário católico dos Zumbis de esquerda, ou seja, a Teologia da Libertação. Parece que um filme de terror tornou-se realidade. Após os Zumbis do IPCO, sobre os quais escrevemos em janeiro deste ano, agora são os Zumbis da TL que retornam à cena. No livro Força Ética e Espiritual da Teologia da Libertação no Contexto Atual da Globalização, Paul Richard, expoente dessa corrente, constata uma grande decadência da TL O livro foi publicado no Brasil em 2006, em pleno pontificado de Bento XVI.  A partir dessa constatação, o autor propõe uma estratégia geral para recuperar a força da Teologia da Libertação, expressando-se da seguinte forma: “É extremamente importante assumir uma metodologia, uma orientação, um paradigma, uma estratégia que oriente nosso caminha de forma positiva. Aqui, alguns pontos para gerar um consenso que nos dê unidade, força e criatividade, não só para recriar a TL, mas também para construir um novo modelo de Igreja”. O herético autor resume a metodologia de ação em cinco pontos: 1º Fidelidade criativa à reforma da Igreja iniciada pelo Vaticano II. 2º Não almejar outra igreja, mas sim um novo modelo de Igreja. 3º A estratégia básica não deve ser de confrontação, mas de crescimento onde está a força da TL. 4º Radicalização da opção preferencial pelos pobres 5º No momento de transição, realizar estas tarefas de forma subterrânea. O autor, no decorrer do livro, procurar demonstrar que a TL tem principalmente seu campo de atuação na América Latina, onde existem os pobres e que, portanto, é na América Latina que a TL deve e tem possibilidade de se desenvolver, evitando o confronto. Ora, Dom Rogelio era uma prova viva irrefutável da falsidade da TL. E bem no centro da sua atuação, ou seja, o Paraguai, a terra do cassado e imoral Lugo, onde o clero é grande defensor da TL. Aquilo que o autor chama de modelo conservador ultrapassado era o modelo que deu certo na Diocese de Dom Rogelio: muito povo simples e pobre nas Igrejas, muitas vocações, muita participação dos fiéis. Tudo isto com Dom Rogelio insistindo na missão espiritual da Igreja e não na realização do Reino de Cristo na Terra. Por isto o Padre Lombardi, na declaração acima mencionada, atribui a punição à divergência com outros bispos e padres. Sabia-se que Dom Rogelio era um grande opositor da TL. Os resultados excepcionais obtidos por Dom Rogelio, bem como sua oposição a TL, foram relatados pelo Padre Jorge Miguel em entrevista concedida ao nosso site. http://www.montfort.org.br/situacao-na-diocese-de-ciudad-del-este-e-a-visita-canonica-entrevista-com-padre-jorge-miguel-martinez/ Portanto, seguindo a metodologia proposta por Pablo Richard – o livro não informa se ele é um padre –, era preciso destruir esta experiência, mas sem opô-la à TL. Tratou-se, portanto, de uma grande demonstração de força, que certamente deixará muito temerosos a maioria dos bispos da  América Latina. O que se deu foi a aplicação daquela metodologia para o retorno das doutrinas heréticas da TL ao cenário da Igreja. Infelizmente os condenados Zumbis da esquerda estão de volta. Ao que parece, o Pontificado do Papa Francisco, ao menos em seu início, não se mostrava em consonância com essa linha herética. Por exemplo, existe o famoso artigo publicado no site da Unisinos, conhecida faculdade jesuíta, grande promotora da TL : “A operação conclave Bergoglio”, (http://www.montfort.org.br/a-tl-profetica-unisinos-e-pagina-12/) no qual foram feitas acusações contra Bergoglio para tentar impedir sua eleição ao papado. Talvez isso tenha começado a mudar depois da vinda do Papa ao Brasil, um dos berços da TL, depois de seu encontro com os jesuítas brasileiros. Mas isto nós não sabemos, porque, como já afirmado acima, só temos acesso a informações públicas. Teria o Papa cedido à pressão dos Bispos da TL da América Latina? Haveria outra razão para o Papa agir? Independentemente das intenções do Papa, o fato concreto é que, após o ocorrido, a TL revigora suas forças na América Latina, não sendo difícil supor que poucos bispos terão coragem de enfrentar esta corrente. Assim, por ora o que melhor podemos fazer é rezar, e ao mesmo tempo voltar a denunciar as heresias e o marxismo tantas vezes condenado da Teologia da Libertação. Neste sentido, aproveitamos a ocasião para trazer novamente a público o artigo do Professor Orlando: “Boff conclama revolta contra o Papa”. Os Zumbis estão de volta. E como agirão eles no Sínodo da Família? Deus nos proteja e Nossa Senhora nos guarde neste momento tão difícil. Alberto Zucchi 30/09/2014      

    Para citar este texto:
"Teologia da Libertação: Os Zumbis da esquerda também estão de volta"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/veritas/igreja/teologia-da-libertacao-os-zumbis-da-esquerda-tambem-estao-de-volta/
Online, 23/07/2017 às 21:49:12h