Igreja

Falta de Padres: de quem é a culpa?
Association Pro Liturgia
     Primeiro, desfizeram-se de todas as tradições litúrgicas, dizendo-nos que era necessário fazer missas mais vivas para atrair os jovens. 
     Em seguida, disseram-nos que as missas new look eram um sucesso.
     Depois, disseram-nos que os jovens que tinham sido atraídos por essas celebrações dessacralizadas, e que se interrogavam sobre uma eventual vocação sacerdotal, deviam poder encontrar seminários abertos, acolhedores, modernos.
     Então, depois de ter devastado a liturgia, liquidaram o seminário diocesano e livraram-se dos candidatos ao sacerdócio suspeitos de serem um pouco “clássicos” demais. E continuaram a contar-nos que esse aniquilamento litúrgico-institucional ia dinamisar a Igreja... o que não deixaria de suscitar vocações.
     E agora, dizem-nos que, por falta de padres, não é possível garantir missas regulares em todas as paróquias e que os leigos devem doravante presidir os funerais.
     Falta de padres? Será que nos fizeram comer gato por lebre?

    Para citar este texto:
"Falta de Padres: de quem é a culpa?"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/veritas/igreja/falta_padres/
Online, 23/06/2017 às 12:28:33h