Crônicas

"LXXVII Congresso Ecumênico" ... Em sonho!
Marcelo Fedeli


Eu, que nunca levei sonho algum a sério, agora até os descrevo! É que eles têm sido tão curiosos, tão inéditos, tão "atuais", que me atrevo a contar-lhes! Neste último, me vi em situação tão peculiar que, embora afirme o jargão popular, "nem sonhando acontece", ... pois bem, aconteceu: sonhei!

Sonhei que Monsenhor Benedetto ("Ben") V. Nutti, secretário, ou coisa assim, da Congregação para a União das Religiões, após séria conversa, me incumbira de representá-lo no LXXVII Congresso Ecumênico previsto para o mês de dezembro, "na fria e imparcial Suíça"!....e, como agravante, na qualidade de Presidente do Congresso: "I fratelli delle diverse confessione religiose preferiscono che il Presidente sia uno ripresantante laico della Chiesa Cattòlica!...lei m'intende,...nò?!"

Estariam presentes representantes de todas as religiões, seitas e correntes de pensamento, incluindo astrologia, quiromancia, curanderismo, etc, que pululam pelo mundo pós conciliar, do Morro da Rocinha, do Rio, ao "Templo Budista" de Tóquio, passando pelo "Templo dos Ratos", na Índia!

Continuou me dizendo que o objetivo deste LXXVII Congresso seria de apresentar ao mundo "quão próximas todas as religiões, seitas, pensamentos, etc., se encontram do Amor cristão!".

Mas, é preciso explicar!

Antes do inédito convite, Monsenhor "Ben" V. Nutti e eu, conversamos pelos jardins do Vaticano... Eu dizia a ele que, para mim, tais Congressos não passavam de um "blá-blá-blá", em que a Igreja, segundo entrevistas de representantes do próprio clero, sempre tinha o DEVER DE CEDER —sem dizerem o que, ou em que—em nome do Diálogo e do Amor! E que esse DEVER, sempre ampliado por toda a tal de mídia, era engrossado por determinados famosos teólogos! Para mim, realmente o que pretendem todos os não católicos, é obter o tácito aval da Santa Romana Igreja, de que Ela não passa de mais uma forma de sentimento e expressão religiosa, igual às outras, como afirmavam os Modernistas no tempo de S. Pio X, e até hoje sustentam e promovem!

Acrescentei que não conseguia entender realmente o que e como se discutia nesses Congressos, nem a que resultados concretos se chegava. Que nunca vira, em jornal algum, títulos como, por exemplo: "Luteranos de Seattle aceitam o dogma católico da Imaculada Conceição!"...ou: "Muçulmanos de Marselha substituem a Meia Lua pela Cruz!"...ou ainda: "Rabinos de Jerusalém queimam o Talmud, entoando o Veni Creator!"... mas, o contrário!...Tais Congressos, para mim, Monsignore, são como fogos de artifício: à distância, pela mídia, vê-se somente o esplendor e o colorido das explosões, cujo apagar torna ainda mais escura a noite e mais confusa a vida!

Monsenhor "Ben" V. Nutti não via "le cose cosi nere" como eu. Dizia que eu deveria participar de um Congresso Ecumênico "per vedere con che serietà le cose sonno studiate.... comme tutti apronno il loro cuore per farsi penetrare della fiamma del'Amore che ci condusce alla Pace!", etc., etc.!

Assim conversávamos, Monsenhor e eu, pelas alamedas já sem flores dos jardins do Vaticano, num esplêndido anoitecer de outono, quando, repentinamente, ele parou e com o indicador em riste no meu rosto, ordenou:

"O senhor está convocado a representar-me no próximo Congresso Ecumênico, em dezembro, na fria e imparcial Suíça!"...

Quase desmaiei!... "Eu,...representar Monsignore e a Igreja?!...Meu Deus!... Quem sou eu?..É verdade que sou Católico, e de o ser me glorio! Mas daí a....!...Mas, Monsignore...!"

E, como se eu fosse um monge, ele ordenou: "Em nome da santa obediência....!"

Parti...

Cheguei à branca, fria e imparcial Suíça dois dias antes do início do Congresso, onde fui amavelmente recebido pelo Núncio e reticentemente saudado por Monsenhor V.D. Bene, seu secretário, profundo admirador do bom João! Porém, ao contrário deste, Monsignore era uma figura toda solene: porte alto e esbelto, lento no falar, no andar, no gesticular! Nunca respondia de imediato a qualquer pergunta: costumava, antes, levar o indicador e o médio à altura dos lábios, como para prender alguma palavra que se lhe escapasse, sem antes passar pela balança da sua prudência. De fato, cada palavra sua era antes pesada e medida, e o conjunto bem avaliado! Nunca tomava a iniciativa de falar! — Houve só uma exceção, durante o jantar... — Limitava-se a responder, sempre sinceramente. Do bom João, com a admiração, herdara a incrível capacidade de vislumbrar e elogiar, por mais imperceptível que fosse, qualquer sintoma de novidade ou de Amor, em tudo quanto era doutrina, pensamento ou teoria não católicos, que ele qualificava como "punti positivi"! Soube que, nas horas vagas, à noite, ele dirigia um círculo "fechado" de membros de Conselhos Ecumênicos Eclesiais de diversos países, inclusive o da Suíça!...

Passamos a véspera da abertura do Congresso nos analisando: ele, através das perguntas que eu fazia, e eu, das respostas que ele dava! Foi muito curioso...principalmente no momento em que eu lia o prospecto oficial do Congresso, com a relação dos participantes, representando um total de 327 entre igrejas, seitas, pensamentos, etc...., em ordem alfabética, e em italiano. Na letra "N", por exemplo, fiquei perplexo com a quantidade de "Neo"— havia 22! ... Perguntei ao Monsenhor:

" Monsignore, che cosa è questa...religione,..confessione...o forze, pensiero: "NEO-VUOTO"?

Ele, após o típico e meditativo silêncio, respondeu, solene e lento:

"È una nuova vizione del " VUOTO"...ma nel senso positivo, ...perche, per loro,...il "VUOTO"... non è,... assolotamente, " VUOTO"!... Anzi,... per loro,...il "VUOTO"... è " PIENO",...ma pieno d’Amore.... d’un’Amore astrato,..o sia,...intangibile...anche alla raggione,... ma che pure è possibile d´essere..,diciammo, "vissuto", in certe speciallissime condizione dello spirito"!

Ele, em silêncio, espetando-me os olhos, tentava analisar minha reação...! Em vão!...E eu:

" Monsignore! ...per piacere!... che cosa è il "NEO-SATANICCI" ?"

Ele, sempre solene:

" Per essi, nella evoluzione del kosmo... Lucifer ed i suoi compagni... hanno un ruolo... "positivo", antagonico al quello "negativo" dei sattanicci tradizionalisti que vedevano i diavoli... come si loro potevanno fare solo...il male!...Così,..in questo aspeto "positivo" e coraggioso nel vedere i diavoli, loro hanno il loro cuore apperto all' Amore"!

Embora não entendesse como "il VUOTO" é "PIENO"... muito menos "il ruolo positivo dei diavoli"..., e mais, como tudo isso deveria ser aproveitado para o Ecumenismo, nada disse, mas pensei em italiano: "Ma dove sono caduto?!... Che babilonia!"...

Constava da lista uma seita, ou sei lá o que, brasileira, paulistana, situada à Av. Jabaquara, 5530 – Fundos - (com CEP..., telefone,...) misteriosamente denominada "ELE ESTÁ PARA CHEGAR"!... Notando que eu lia esse nome, Monsignore arriscou:

"Questa è nuovissima!.... Forze lei la cognosce più di me...viene del Brasile...!"

Em curto e claro português, respondi: " Não tenho a mínima idéia de que bobagem seja, Monsignore!"...

E assim passamos a véspera do Congresso, regada com um excelente e puro —nada ecumênico— "Brunello di Montalcino"!... No vinho, ao menos, Monsignore parecia ser totalmente "anti-ecumênico"... pois, à mesa, elogiou a "pureza do seu conteúdo,...o benéfico respeito ao seu tradicional "modus faciendi", que há séculos garantia a excelsa e imutável qualidade do seu sabor, alegrando, assim, os corações dos justos, de geração em geração!"...Ao meu: " Pois é,... Monsignore,... in vino veritas!"... ele percebeu a derrapada ontológica que dera, na única vez que comentara!...O Núncio, um tanto embaraçado, sorrindo, rompeu o silêncio, e em vaticanês, com certa malícia: "Ma anche gli altri, sono tutti vini!"...E eu, completei: "Che non devanno essere mescolati con questo, sinò si rovina l´excelente!.. Non è vero, eminenza?"... Não respondeu!....sorvia outro trago do excelente e imutável puro vinho!...

Na manhã seguinte - sempre branca e fria de Genebra acompanhado do Núncio, cheguei ao Centro de Convenções, sede do LXXVII Congresso Ecumênico, na qualidade de Presidente, representando o Secretário da Congregação para a União das Religiões, Monsenhor "Ben" V. Nutti!

Em meio a holofotes, flashes, repórteres, empurra-empurra e gritaria, entrei no edifício, dirigindo-me à coxia do amplo e lotado auditório, de onde podia ver a mesa florida e repleta de bandeirolas dos países ou entidades que a compunham. O Núncio me explicava e informava sobre tudo. Parecia ser familiar a todos os presentes, tão afáveis e sorridentes eram seus cumprimentos e inchini! Habituara-se de tal forma a aplaudir novidades que, emocionado, quase em lágrimas, sussurrando me disse: "mi piacce e sono comosso con questa novità"..a de um leigo, eu, ser o Presidente do Congresso no lugar do Monsenhor...!

Sobre a pessoa que convocava os participantes a ocupar seus lugares à mesa, nome a nome, intercalados com gritos, assobios e palmas, disse-me o Núncio: "Lui è il Presidente della confessione "Le Dive della Via Láctea", del Perù, molti sensibili ai problemi della fame nella Etiópia!... Sono gente bravissime"! ...

Ao ser convocado, ...meu Deus!...quantos aplausos...à Igreja!!!

Deram-me a palavra!... Comecei com a mensagem que Monsenhor "Ben" V. Nutti me obrigara a ler:

"Movidos pelo respeito aos Direitos do Homem, estamos reunidos neste LXXVII Congresso Ecumênico para divulgar ao mundo a base de união de todas as religiões, sobre a qual edificaremos o novo milênio de Paz e de Amor, tão ansiado pelos homens de boa vontade!"...

Acrescentei: "Esta é a mensagem que Monsenhor "Ben" V. Nutti ordenou-me que a transmitisse aos senhores, com sua benção! ..Quero deixar claro que não é a minha mensagem pessoal, a qual lhes será devidamente apresentada ao findar dos nossos trabalhos"! — Nem imaginava quão próximo estava este findar...!

"Pois bem!"...continuei... "Visando objetivamente estabelecer quais são os pontos que em comum temos, e tendo em vista que a religião Católica Apostólica Romana, fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo, é a única que, professando a mesma fé desde S. Pedro, possui a verdade, sugiro iniciarmos com os doze artigos do "CREDO", um a um, enquanto os senhores analisam se os aceitam ou não!"...

Sussurros....tosses...pigarros...um mexe–mexe de ajeitar-se às poltronas... Prossegui:

"O primeiro artigo é: CREIO..."

Não conseguira pronunciar o resto da frase: minha palavra fora abruptamente cortada pelo representante da entidade "ALMA DO COSMOS" que, gritando, me interpelou:

"O senhor está querendo insinuar que devemos acreditar no "EU" aí oculto?. O senhor ousa nos impor o "EU" pessoal, individual?.... Pois saiba o senhor que nós, "ALMA DO COSMOS", não aceitamos o "Eu"... nem oculto,!...Só existe o "Nós", abstrato, e coletivo ... só aceitamos a alma coletiva, que é a "ALMA DO COSMOS"!... Repito: não aceitamos esse "EU", maliciosamente inserido no que o senhor acaba de dizer!...Assim, sob protesto eu... nós, ...(corrigiu, apesar de ser o único!) ...irrevogavelmente, ... nos retiramos!"...

Confusão generalizada!...Gritos de "Abaixo o EU!" ... abaixo o "CREDO"!...."Abaixo a Hierarquia do Vaticano!"... "Abaixo o Papa"!.. dentre outros, se ouviam!... E começou uma debandada geral, enquanto a polícia suíça, me protegendo, arrastava-me para fora...., para o aeroporto, onde um avião, motores ligados, já me aguardava para partir!...

Parti!...

Deixei a branca, fria e imparcial Suíça, voltando ao cálido ocre da eterna Roma! ... Em pleno vôo, ainda, pensei: " Que ponto positivo Monsignore V.D.Bene encontraria na seita "ALMA DO COSMOS"?... "Ma! ... qui lo sà"!...

Dirigi-me ao Vaticano à procura de Monsenhor "Ben" V. Nutti!... Àquela branda hora de fim de tarde romana, ele se encontrava nos jardins do Vaticano, como de costume, a recitar o breviário — Monsignore contava 72 anos!...

Ao me ver, veio ao meu encontro, arrastando um pouco os já cansados pés, balançando negativamente a branca e veneranda cabeça, me censurando: "Mai! ...Mai!... per l'Ecumenismo, mai si deve riferire al Credo!.. Mai"!. ...

Acordei!

MF
27/10/2000


    Para citar este texto:
""LXXVII Congresso Ecumênico" ... Em sonho!"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/veritas/cronicas/congresso/
Online, 28/04/2017 às 18:56:24h