Mundo

Ex-líder democrata cristão condena apoio de seu ex-partido a bispo rebelde paraguaio


.- O Ex-presidente do Partido Democrata Cristão, Luis Manuel Andrada Nogués, deplorou rotundamente o apoio que seu ex-partido político outorga ao bispo rebelde Fernando Lugo para lançar sua candidatura presidencial no Paraguai.

Em um artigo intitulado "Vergonha, cubra o teu rosto", Andrada explica que "em minha qualidade de Ex-presidente e ex-afiliado ao Partido Democrata Cristão, não posso deixar de expressar minha indignação ante a atitude assumida por seus atuais dirigentes de prestarem-se, de uma maneira servil e oportunista, a pôr o partido o serviço do Bispo rebelde e herético Fernando Lugo Méndez, para o lançamento de sua candidatura presidencial".

O ex-líder democrata cristão indica claramente que não aprova que um partido como o Democrata Cristão, "inspirado na doutrina social da Igreja se preste ao maquiavelismo de um Bispo sancionado pela Santa Sé, que só demonstrou um desprezo absoluto para as normas que o ligam através do Código Canônico com o Santo Padre".

"Mais ainda, que em seu caráter de Bispo pertencente a uma Congregação religiosa como o Verbo Divino, da qual foi nada menos que seu Provincial, desobedeceu a uma vez mais o Código Canônico (tornando-se um violador pertinaz da lei), desprezando o estabelecido no Canon 705 que dispõe que ‘o religioso elevado ao episcopado segue sendo membro de seu instituto, mas, pelo voto de obediência, está submetido exclusivamente ao Romano Pontífice’", destacou Andrada Nogués.

Para o Ex-presidente da Democracia Cristã no Paraguai, o bispo rebelde sancionado ad divinis pela Santa Sé, mostra "sua indisciplina obstinada aos mandatos legítimos da Santa Sé colocando-se ante um escândalo grave causado por sua conduta culpado. E tem a desfaçatez de acusar aos detentores do poder quando violam a Constituição Paraguaia!"

Depois de condenar seu "apetite desenfreado de poder", Andrada denuncia que o bispo demissionário "em duas oportunidades, no programa de Humberto Rubín, disse quepela pátria’ faria algo, inclusive chegar à apostasia, como o afirmou na terça-feira, 18 de setembro".

Em opinião do ex-líder da democracia cristã, ao ex-bispo "dá no mesmo estar contra o aborto embora sujeito ‘ao que digam as maiorias’, aderir-se a um programa socialista do ‘século XXI’ que é uma mescla de marxismo cubano, de ‘zapatismo’ à mexicana, de populismo como Hugo Chávez ou Evo Morales que declarar-se ‘seguidor’ da doutrina social da Igreja com apenas o afã de adular seus ocasionais anfitriões".

"Somente em uma mente cheia de confusões" pode "caber tanto barulho e tanto desordem. E pretende ser nada menos que Presidente da República do Paraguai! Inegavelmente, de cumprir-se seus desejos, cairemos da frigideira ao fogo, e pobre do Paraguai dos próximos cinco anos!", lamenta Andrada.

"Nunca a democracia cristã caiu tanto moral e espiritualmente como agora com esta atitude vergonhante de servir de plataforma de decolagem a quem se acha sancionado pelo Santo Padre Bento XVI", concluiu o Ex-presidente do Partido Democrata Cristão do Paraguai.

Para conhecer mais do Presidente do Partido Democrata Cristão do Paraguai, pode acessar: http://www.pdc.org.py/biografi.htm


    Para citar este texto:
"Ex-líder democrata cristão condena apoio de seu ex-partido a bispo rebelde paraguaio"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/mundo/20070925/
Online, 20/09/2017 às 18:51:59h