Mundo

Lágrimas salvam chinesa de ser cremada viva
Uma camponesa chinesa que sofreu uma hemorragia cerebral foi deixada para ser cremada viva porque sua família não tinha mais condições de pagar por sua internação. Ela foi salva somente por causa das lágrimas nos seus olhos.

O caso é o mais recente em uma série de tragédias que ilustram o sistema de saúde complicado da China e a dificuldade que os trabalhadores rurais têm de arcar com as despesas médicas.

You Guoying, 47 anos, imigrante da província de Sichuan, no sudoeste do país, foi levada para ser cremada pelo seu marido e filhos em Taizhou, leste da província de Zhejiang, onde ela trabalhava. You teve a sorte de o funcionário do crematório notou que ela estava viva ao ver uma lágrima correr pelo seu rosto.

"Isto não é somente uma tragédia para a família, mas também para a sociedade", disse Xu Yinghe, oficial de Taizhou. "A razão fundamental por isso ter acontecido é a falta de um plano de saúde públicos."

You foi levada de volta para o hospital para prosseguir seu tratamento com dinheiro doado por cidadãos de Zheijiang. "Três dias de tratamento custam mais de 10 mil yuan, o equivalente a tudo que temos", disse a filha de You. "Se houvesse outra opção, quem teria a coragem de enviar um membro de sua família para ser cremado enquanto ainda havia esperança para sobreviver?", completou.

O vice-ministro da saúde Zhu Qingsheng disse em dezembro de 2004 que cerca de metade dos fazendeiros do país não tinham condições de pagar por tratamentos médicos, quando necessários.

(destaques nossos)


    Para citar este texto:
"Lágrimas salvam chinesa de ser cremada viva"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/mundo/20051120/
Online, 20/09/2017 às 18:56:46h