Mundo

Especialista vê ´falsa esperança´ no uso de embriões


Londres - Os defensores da pesquisa com células-tronco embrionárias geraram falsas esperanças porque as aplicações médicas ainda estão longe de serem possíveis, declarou um dos principais especialistas em bioética do Reino Unido, Robert Winston, em entrevista ao jornal The Guardian.

"Convencemos os parlamentares de que os tratamentos médicos estavam ao alcance da mão", disse Winston, referindo-se à campanha de 2001 para aprovar a legislação sobre este tipo de pesquisa no Reino Unido. Esta campanha foi liderada por grupos que defendiam o ponto de vista dos doentes, com base em dados científicos.

"Exageramos na campanha", afirmou Winston. "Quando a decepção vier, o que é possível, podemos esperar um efeito bumerangue da parte dos grupos de defensa do direito à vida", acrescentou.

Segundo ele, os estudantes de ciências deveriam receber uma formação ética nas universidades. "Isto acontece nas escolas de Medicina e também deveria ser assim nos cursos de ciências", afirmou.

O Reino Unido, junto com a Coréia do Sul, tem a legislação mais liberal do mundo em pesquisa sobre clonagem e células-tronco.


    Para citar este texto:
"Especialista vê ´falsa esperança´ no uso de embriões"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/mundo/20050905_1/
Online, 20/09/2017 às 18:52:34h