Igreja e Religião

Vaticano proíbe padre que não acredita em Adão e Eva de dar aulas na Argentina


da France Presse, em Buenos Aires

Um padre argentino, que é um renomado professor universitário no país, não poderá continuar dando aulas, nem divulgar entrevistas ou informações nos veículos de comunicação locais por ordem do Vaticano. Segundo a instituição católica, a decisão se deve ao fato do religioso negar a existência de Adão e Eva.

O sacerdote é Ariel Alvarez Valdés, um conhecido doutor em Teologia Bíblica que trabalha como professor na Universidade Católica de Santiago del Estero (Província no norte da Argentina) e do Seminário Diocesano de Catequese.

A sanção foi adotada pelo Vaticano e assinada pelo cardeal Tarciso Bertone, ex-secretário da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, segundo a agência oficial Télam.

O padre, autor de vários livros e responsável pelas missas da paróquia de Nossa Senhora do Pilar em Santiago del Estero, também não poderá dar declarações à imprensa ou fazer comentários a estações de rádio e televisão.

Isso porque, em várias situações Valdés teria negado publicamente: a anunciação do anjo Gabriel à Virgem Maria, as aparições físicas de Nossa Senhora e a existência de Adão e Eva. Segundo o Vaticano, a postura é contrária à doutrina da Igreja Católica.


    Para citar este texto:
"Vaticano proíbe padre que não acredita em Adão e Eva de dar aulas na Argentina"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/igreja/20080821/
Online, 24/03/2017 às 19:01:46h