Igreja e Religião

Cardeal Castrillón Hoyos: "O Santo Padre quer que a Missa de São Pio V se converta em uma forma normal nas paróquias"
Felipe Alanís - Monterrey

     Hoje, vamos nos inteirando de algumas coisas sumamente positivas. Primeiro, o anúncio do Video Tutorial da Forma Extraordinária do Rito Romano elaborado pela Fraternidade Sacerdotal São Pedro e pela cadeia americana de televisão EWTN.
     Além de ter uma excelente produção, dirigida pelo ainda Diácono Justin Nolan FSSP (que se ordenará sacerdote dia 30 de Maio), não cessaremos de agradecer que o tenham realizado com áudios em Inglês e também em Espanhol, com a voz do também jovem e recém ordenado P. Roberto Cano FSSP e o trabalho de tradução em conjunto com o Padre Diácono Romo FSSP e o seminarista José Cepeda. Los cortos los pueden ver en la página oficial www.fsspdvd.com y "casi en exclusiva" aquí en Creer en México.
 
     Nossos mais sentidos agradecimentos a esses jovens sacerdotes da FSSP e a EWTN por essa inestimável ajuda que sem dúvida terá uma repercussão muito importante na difusão da Missa de São Pio V no mundo de língua hispânica.
 
     Além disso, são de muito interesse as palavras que o Cardeal Castrillón ofereceu como introdução a tal vídeo. Esperemos que o que aqui foi comentado seja parte do aguardado Esclarecimento sobre o Motu Proprio Summorum Pontificum.

     Agora segue-se uma tradução exclusiva (e nada profissional) da mensagem do Cardeal Castrillón com meus destaques em negrito:
 
“De muitas partes da Igreja chega a pergunta: Que é o Motu Próprio Summorum Pontificum? Que quer conseguir o Papa ao promulgar espontaneamente, de sua própria vontade essa lei universal que é o Motu próprio Summorum Pontificum?
A Igreja por mais de mil anos celebrou o rito chamado Missa de São Pio V. Esse rito trouxe unidade à fé chegou a ser a forma única pela qual a Igreja adorava a Deus, repetindo, no altar, de um modo incruento o Sacrifício da Cruz. Nossa fé católica ensina que a Santa Missa é o sacrifício da cruz.
 
O antigo rito mantém o silêncio sagrado, a contemplação e ainda mais, ao mesmo tempo torna presente o Senhor Jesus numa rica expressão litúrgica como o triunfador sobre a morte e o pecado. É por isso que o Santo Padre oferece não de forma obrigatória, mas ainda assim oferece a toda a Igreja esse tesouro do rito anterior para que a Igreja seja Santificada assim. E toda essa riqueza litúrgica, toda essa riqueza espiritual e todas as orações tão bem preservadas por séculos, tudo isso é oferecido para todos como um presente. Não é um presente para os assim chamados tradicionalistas, não, mas é um presente para toda a Igreja católica, e porque é um presente oferecido livremente que o Santo Padre fez, ele o fez para todos por meio da maravilhosa estrutura da Igreja, que são as paróquias, os sacerdotes e os capelães e as capelas onde a eucaristia é celebrada, e eles, pela vontade do Vigário de Cristo, devem aceitar as petições e requerimentos dos fiéis que querem essa Missa e a devem oferecer a eles, e mesmo que essa Missa não seja especificamente solicitada ou pedida, eles devem torná-la acessível para que todos tenham acesso a este tesouro da antiga liturgia da Igreja. Este é o principal objetivo do Motu Proprio, a riqueza espiritual e teológica.
 
O Santo Padre quer que essa forma da Missa se converta numa forma normal nas paróquias e que desse modo as comunidades jovens se familiarizem também com esse rito.
 
Estou muito contente por ver este programa que foi criado para instruir os sacerdotes, e não só os sacerdotes, mas também os fiéis, que por tanto tempo conheciam somente o novo rito; para que se familiarizem com essa forma do Rito Romano.
 
Este vídeo foi criado para preparar os sacerdotes para que possam celebrar num modo digno, Santo, com piedade e com amor num modo de acordo com seus requerimentos particulares.
Portanto esta iniciativa é bem vinda e eu, como Presidente da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei em Roma, com os cardeais que são membros, os assessores e o pessoal cujo trabalho é dedicado a esse programa. Obrigado Madre Angélica e a todos os que ajudaram este projeto pelos esforços que estão fazendo para assistir aos sacerdotes a oferecer mais dignamente para todos na Igreja Católica este tesouro do Rito anterior. Obrigado.
 
Assim sendo, a mensagem é bem clara. Esperemos que se possa difundir e se tornar oficial para que logo vejamos em cada paróquia essa forma extraordinária. Em algum fórum li, faz tempo, um participante que dizia esperar que essa forma de Missa se tornasse tão extraordinária como são hoje os ministros extraordinários da comunhão, ou seja, não menos que 6 ou 7 por paróquia... Excelente feito.
 
Muito obrigado por este vídeo.

    Para citar este texto:
"Cardeal Castrillón Hoyos: "O Santo Padre quer que a Missa de São Pio V se converta em uma forma normal nas paróquias""
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/igreja/20080502/
Online, 24/06/2017 às 12:24:39h