Igreja e Religião

Conferência Episcopal Espanhola assinala graves enganos em obra de teólogo José María Vigil

MADRI, 04 Jan. 08 / 12:00 am (ACI).- A Conferência Episcopal Espanhola (CEE) publicou hoje uma nota em que adverte a "gravidade dos enganos" contidos no livro "Teologia do pluralismo religioso. Curso sistemático de Teologia Popular" do teólogo claretiano Pe. José María Vigil que a tornam "um instrumento especialmente daninho para a fé dos mais simples".1

A Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé da CEE assinala na nota sobre a obra publicada por Edições A Amendoeira em 2005, que ao recorrer ao que seu autor denomina "metodologia latino-americana", cai em "incorretos presupostos metodológicos" que "levam a afirmações incompatíveis com a fé da Igreja Católica" que têm como fundo "a negação da verdade sobre Cristo, o Filho de Deus encarnado, e da originalidade do cristianismo".

A "gravidade destes enganos", além das "valorações históricas injustificadas e marcadas por uma ideologia dialética" que oferece o sacerdote no livro de caráter divulgativo –está concebido "para ser utilizado como manual de estudo em grupos de formação cristã"– , "fazem desta obra um instrumento especialmente daninho para a fé dos mais simples", adverte o Episcopado espanhol, que com o comunicado procura "fortalecer a vida dos fiéis na confissão jubilosa e humilde de Jesus Cristo, e rechaçar o que a danifica".
(destaques nossos)

    Para citar este texto:
"Conferência Episcopal Espanhola assinala graves enganos em obra de teólogo José María Vigil"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/igreja/20080104a/
Online, 23/05/2017 às 23:13:35h