Igreja e Religião

SSPX nega diálogo doutrinário
Brian Mershon

Novas notícias espalhadas primeiramente em sites e blogs de língua Francesa na última semana afirmando que a Sociedade de São Pio X (SSPX) esteve em discussões doutrinárias secretas com teólogos da Santa Sé, são incorretas, de acordo com o serviço oficial de notícias da Sociedade.
 
"A SSPX nega que vem tendo quaisquer discussões doutrinárias no momento com oficiais ou teólogos do Vaticano", disse Irmã Madeline Sophie, a porta-voz oficial para o serviço de informações da Sociedade, DICI (www.dici.org). Irmã Sophie disse que ela estava respondendo diretamente em interesse do Pe. Arnaud Sélégny, secretário geral da SSPX.
 
"Bispo Fellay não tem, e não apontou qualquer padre teólogo da SSPX mencionado nos [errantes] fóruns [online] de "notícias" a levar tais discussões doutrinárias", disse ela. Bispo Fellay, o superior geral da SSPX, tem repetidamente traçado que antes das s discussões com a Santa Sé, ele espera pelo levantamento do decreto de excomunhão contra os quatro bispos da SSPX.
 
Na última semana, uma história com tons oficiais era transmitida em ao menos dois websites e fóruns bem conhecidos de língua francesa, entre alguns leitores católicos tradicionalistas franceses. A história errante alegava que a indicação pelo Bispo Fellay de teólogos da SSPX, "confirma a informação vinda de fontes próximas à SSPX em Toulouse e do Studium dos Rev. Padres Dominicanos da mesma cidade a respeito de longas horas de discussões doutrinárias que tiveram lugar numa Universidade de Roma, em várias ocasiões, entre teólogos da SSPX e teólogos Romanos, como o Cardeal Cottier; discussões relacionadas à nova Missa, ecumenismo e colegialidade".
 
A porta voz da SSPX disse, "Tal afirmação é fruto da imaginação de seu autor". Irmã Sophie previniu, "toda a excitação na internet é um bom exemplo dos falsos rumores difundidos por pessoas anônimas em fóruns".
 
Em notícia relacionada, a SSPX anunciou que seus padres iniciarão a celebração de 1.000 missas em ação de graças pelo motu proprio Summorum Pontificum do Papa Bento, para cumprir uma promessa que a SSPX fez a Santíssima Mãe.
 
Essas 1.000 missas em ação de graças seguem os passos da buquê espiritual de 2.5 milhões de rosários que a SSPX enviou ao Santo Padre há aproximadamente um ano atrás, após o mês do Santo Rosário.

    Para citar este texto:
"SSPX nega diálogo doutrinário"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/igreja/20071008/
Online, 23/11/2017 às 20:05:23h