Igreja e Religião

Cardeal Barbarin, de Lion: ´Igreja vive uma grande mudança`

A Igreja vive uma grande mudança”, ela “se movimenta o tempo todo”, afirma o cardeal Philippe Barbarin, arcebispo de Lyon, em uma entrevista ao Jornal de Saône-et-Loire, publicado quinta feira.
Interrogado sobre o abandono da Igreja pelo público, o Primaz das Gálias respondeu que “A Igreja vive uma grande mudança. É claro que na esfera rural, nas aldeias, e em alguns bairros das cidades ou dos subúrbios, a presença da Igreja desmorona. Mas existe uma renovação em muitos lugares; comunidades novas, paróquias de grandes cidades, casas de caridade, mosteiros. A Igreja se movimenta o tempo todo, ela está sempre se reformando
Para o Cardeal, “é preciso ser justo, dizer com toda clareza a verdade do Homem [será que é a verdade de Deus ao homem?]. A felicidade é indissociável da vida espiritual. Ela não pode residir somente no conforto material e no sucesso profissional
Interrogado sobre o retorno da missa em latim como possível fator de divisão no seio da Igreja, ele afirma que “o retorno da missa em latim já está sendo feito na boca dos jovens em Taizé ou em Lourdes e não pelo Motu Próprio de Bento XVI. Nas assembléias, os cantos em latim reencontraram um lugar de alguns anos para cá. Poder rezar algumas orações e cantar algumas músicas na mesma língua é bom
Concretamente, eu não acho que isso mudará grande coisa nas paróquias, mas minha esperança é que uma boa porcentagem de tradicionalistas se digam ‘voltemos à casa, já que o Papa nos chama!’. Vai fazer 40 anos que eles estão à margem, ou até fora! E desejo que nós voltemos a ser um só rebanho, seguindo o Único Pastor!” ajunta o cardeal Barbarin.
O arcebispo de Lyon deve encerrar quinta-feira o fórum de jovens, organizado em Paray-le-Monial (Saône-et-Loire) pela comunidade do Emmanuel, da qual participam 5.000 jovens
Esse fórum é marcado pela partida em missão de voluntários do Fidesco (fé e desenvolvimento), ONG fundada pela comunidade do Emmanuel. São 53 os que partirão este ano, para pelo menos dois anos, a maioria para a África, com uma missão ao mesmo tempo concreta (saúde, educação, agricultura) e espiritual. Segundo a Comunidade do Emmanuel, há atualmente 140 voluntários do Fidesco no mundo.
(tradução e destaques nossos)

    Para citar este texto:
"Cardeal Barbarin, de Lion: ´Igreja vive uma grande mudança`"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/igreja/20070812/
Online, 27/06/2017 às 16:10:33h