Igreja e Religião

Arcebispo de Pamplona pede o fim das absolvições comunitárias


     O Arcebispo de Pamplona e Bispo de Tudela, Monsenhor Fernando Sebastián, em sua última carta Desde a Fé afirma que, os sacerdotes que dão absolvições comunitárias cometem uma "grave desobediência". Assim, com toda a sua "autoridade e empenho", reclama dos que continuam dando essas absolvições comunitárias, que o Arcebispo qualifica de "falsas", que "deixem definitivamente essa prática abusiva, gravemente ilícita e prejudicial". 
     Em sua última Carta Pastoral "Quaresma em Tempos de Prova", à qual teve acesso Europa Press, Dom Sebastián afirma que nenhum sacerdote ou grupo pode modificar as normas da Igreja, segundo as quais, para recber o perdão em nome de Deus, é preciso haver uma confissão pessoal e um "verdadeiro arrependimento".
     Conforme o Prelado, essa maneira de celebrar o sacramento "não pode ser modificada nem ser substituiída por outras formas chamadas comunitárias, nas quais se suprimem a confisisão dos pecados e a recepção direta e pessoal da absolvição em nome de Deus com a fórmula prevista pela Igreja". Dom Sebastián enfatiza que "a confusão e os abusos existentes em torno deste sacramento estão fazendo muito mal à vida das paróquias e à vida dos cristãos".
    Mais ainda, o Arcebispo Fernando Sebastián destaca que a Quaresma é um convite ao "arrependimento" dos pecados para "alcançar o perdão de Deus.
(tradução e destaques nossos)


    Para citar este texto:
"Arcebispo de Pamplona pede o fim das absolvições comunitárias"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/igreja/20070221a/
Online, 16/08/2017 às 16:28:29h