Igreja e Religião

Católicos na Índia pedem proteção após violentos ataques


ROMA, 10 Dez. 06 (ACI) .- Depois de alguns violentos incidentes como o assassinato de um leigo na Cachemira e o saque a uma escola católica em Tamil Nadu, a comunidade católica da Índia solicitou proteção às autoridades e expressou seu desejo de continuar seu trabalho pastoral apesar das dificuldades. Conforme informa a agência vaticana Fides, uma fonte da igreja local indicou que "o clima geral não mudou. Nossas atividades pastorais procedem com normalidade. Continuamos em frente com fé na oração incessante, sabendo que a grande parte da população indicana não compartilha estes ataques e está bem disposta para os cristãos" e pediu deste modo não criar alarme.

Faz uns dias foi assassinado Bashir Tantry. Aparentemente sua morte se deveu a motivos religiosos já que Tantry era muçulmano antes de se converter ao catolicismo. Diante desta situação, a pequena comunidade católica da Cachemira, a cargo de Dom Celestine Elampassery, exigiu à polícia maior proteção e segurança.

Por outro lado, a escola saqueada, localizada no distrito de Salém, chama-se Santa Fátima de Omalur. Os saqueadores queimaram bíblias e destruíram a capela do colégio. A Federação das Associações Católicas de Tamil Nadu pediu às autoridades competentes deter os responsáveis pela agressão, que foram localizados, e iniciar uma investigação. A violência estalou logo depois da notícia da morte de uma jovem que freqüentava o instituto, por causas até agora desconhecidas.

Informou-se também que líderes católicos locais pediram ao governo estatal que tutele as instituições escolares e sociais administradas por minorias religiosas e apresentaram uma solicitude para a imediata libertação das religiosas que trabalhavam na escola detidas sem nenhum motivo.
(destaques nossos)


    Para citar este texto:
"Católicos na Índia pedem proteção após violentos ataques"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/igreja/20061210/
Online, 23/05/2017 às 23:14:42h