Brasil

Igreja Católica pressiona Alckmin a mostrar no debate da Globo que Lula pretende aprovar o aborto no Brasil
Jorge Serrão

Terça-feira, Outubro 24, 2006
 
A cúpula da Igreja Católica vai pressionar seu fiel e candidato presidencial Geraldo Alckmin a confrontar Lula da Silva sobre o projeto de descriminalização do aborto, defendido pelo governo. Os Bispos querem que Alckmin alfinete Lula sobre a questão do aborto no último debate presidencial, marcado para sexta-feira, na Rede Globo. O tema vem sendo estrategicamente ocultado da campanha eleitoral, por ser polêmico e contrariar a opinião da maioria dos eleitores de Lula, principalmente os do Nordeste, onde o catolicismo ainda é muito forte.

A questão do aborto passou batida ontem à noite no debate presidencial da Record. Bispos esperavam que Alckmin tocasse no assunto, justamente na emissora cujos acionistas são Bispos da Igreja Universal do Reino de Deus. O fervoroso católico Geraldo, que é até apontado como membro da ultra-conservadora prelazia papal Opus Dei, negou fogo sobre o tema que
incendiou a campanha para o Senado no Rio de Janeiro, prejudicando a candidata Jandira Feghali, do PC do B.

Defensora e relatora do projeto de Descriminalização do aborto na Câmara, a médica pediatra Jandira foi alvo de uma cirúrgica campanha dos católicos. Os fiéis distribuíram, nas paróquias, panfletos contra Jandira. A campanha de mobilização dos católicos contra o aborto também teve destaque na Internet. A deputada comunista bateu de frente com a cúpula da Arquidiocese. Sua coligação tentou censurar o cardeal Dom Eusébio Scheid com uma medida judicial. O
preço pago foi a derrota dela ao Senado, em uma eleição em que ela aparecia como franca favorita nas pesquisas.

Marketeiros do PT temiam que o aborto afetasse a campanha do presidente Lula, na reta final da campanha. Mas respiram aliviados, porque Geraldo Alckmin cometeu o pecado político de não tocar no assunto, no debate de ontem. Na antevéspera da eleição, o debate da Globo já será tarde demais para qualquer ação mais agressiva contra o presidente Lula, que já considera sua reeleição como favas contadas.
 
(*) Jorge Serrão é jornalista, radialista e publicitário, especialista em Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total (http://alertatotal.blogspot.com) 



Comentário:
 
Diz Jorge Salomão em seu Blog --- acima transcrito --- que os "Bispos querem que Alckmin alfinete Lula sobre a questão do aborto no último debate presidencial...'.
 
Se é verdade tal afirmação, por que 'PASTORES', portanto a 'ESPADA'  da palavra de Deus, pedem para simples 'ovelha' usar de 'ALFINETE'?...
 
Por que  'PASTORES' se 'escondem'  atrás de 'ovelha para não enfrentarem pessoalmente os lobos' ?...
 
Será que o site da CNBB só tem coragem para enaltecer as CEB's, CUT'S e demais movimentos marxistas que apoiam o PT?
 
Por que os os BISPOS do Brasil não agem como o BISPO DE PHOENIX ou o CARDEAL DE CHICAGO que, direta e claramente, alertaram o rebanho que não se pode votar em político / partido que defende o ABORTO, como é programado pelo PT?
 
A CNBB só se declarar "a favor da vida" e deixar às ovelhas a responsabilidade do voto não está sendo suficiente, porque, infelizmente, tudo indica que o ABORTO será implantado no Brasil no próximo Governo.
 
Depois.... bem!... depois...será tropo tarde.. e milhares e milhares de 'brasileirinhos' serão covarde e 'higienicamente'  assassinados com as desinfetadas"AGULHAS'  da... Dra. JANDIRA FEGHALI, futura Ministra da... Saúde.... Aliás, derrotada para o Senado, graças à firme atuação do Cardeal Scheid!...
 
Marcelo Fedeli

    Para citar este texto:
"Igreja Católica pressiona Alckmin a mostrar no debate da Globo que Lula pretende aprovar o aborto no Brasil"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/imprensa/brasil/20061024/
Online, 26/06/2017 às 02:12:01h