Citações

Sobre o segredo de Jesus
Bento XVI

 
ANGELUS,  Praça de São Pedro, Domingo, 1° de Fevereiro de 2009  
 
Caros irmãos e irmãs!
 
Este ano, nas celebrações dominicais, a liturgia propõe à nossa meditação o Evangelho de São Marcos, do qual uma singular característica é o assim chamado "segredo messiânico",  isto é, o fato de que Jesus não quis que, por aquele momento, se soubesse, fora do grupo restrito dos discípulos, que Ele era o Cristo, o Filho de Deus. Eis então que em v;arias ocasiões Ele adverte seja os Apóstolos, seja os doentes que Ele cura de não revelarem a ninguém a sua identidade. Por exemplo, o trecho evangélico deste domingo (Mc 1,21-28) narra que um homem possesso pelo demônio, que de repente se põe a gritar: "Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos arruinari? Sei quem tu és: o santo de Deus!". E Jesus o intima: "Cala-te! Sai dele!". E logo, nota o evangelista, o espírito maligno, com gritos estridentes, saiu daquele homem. Jesus não só expulsa os demônios das pessoas, libertando-as da pior escravidão, mas impede aos próprios demônios de revelarem a sua identidade. E insiste sobre esse "segredo" porque está em jogo  o êxito da sua própria missão, da qual depende a nossa salvação. De fato, Ele sabe que por libertar a humanidade do domínio do pecado, Ele deverà ser sacrificado na cruz como verdadeiro Cordeiro pasqual. O diabo, por sua vez, para derrotá-lo, procura, em vez disso, desviá-lo para a lógica humana de um Messias poderoso e pleno de êxito. A cruz de Cristo serà a ruína do demônio, e é por isso que Jesus não para de ensinar a seus discípulos que para entrar na sua glória deve sofrer muito, ser recusado, condenado e crucificado (cfr Lc 24,26), sendo o sofrimento parte integrante da sua missão.
 
Jesus sofre e morre na cruz por amor. Deste modo, vendo bem, Ele deu sentido ao nosso sofrimento, um senso que muitos homens e mulheres de toas as épocas têem compreendido e feito próprio, experimentando serenidade profunda também na amargura de duras provas físicas e morais. E justamente "a força da vida no sofrimento" é o tema que os Bispos italianos escolheram para a costumeira Mensagem por ocasião da hodierna Jornada pera Vida. Eu me uno de coração às suas palavras, nas quais se nota o amor dos Pastores pelo povo, e a coragem de anunciar a verdade, a coragem de dizer com clareza, ad esempio, que a eutanásia é uma falsa solução para o drama do sofrimneto, uma solução indigna do homem. A verdadeira resposta, de fato, não pode ser dar a morte, por mais "doce" que fosse, mas testemunhar o amor que ajuda a enfrenter a dor e a agonia de modo humano. Estejamos certos disto: nenhuma lágrima, nem de quem sofre, nem de quem está perto de vós, será perdida diante de Deus.
 
A Virgem Maria guardou em seu coração de Mãe o segredo de seu Filho, participou de sua hora dolorosa da paixão e da crucifixão, sustentada pela esperança da ressurreição. A Ela confiamos as pessoas que sestão no sofrimento e quem se empenha cada dia em seu sustento, servindo a vida em todas as suas fases: pais, operadores sanitários, sacerdotes, religiosos, pesquisadores, voluntários, e muitos outros. Por todos rezemos.
 

    Para citar este texto:
"Sobre o segredo de Jesus"
MONTFORT Associação Cultural
http://www.montfort.org.br/bra/documentos/citacoes/segredo-jesus/
Online, 21/08/2017 às 05:11:06h