Montfort Associação Cultural

2 de março de 2006

Download PDF

Vida de São Jorge

Autor: Carlos Serozini

  • Consulente: Fabio L. L. Resende
  • Idade: 24
  • Localizaçao: Itaguaí – RJ – Brasil
  • Escolaridade: Superior em andamento
  • Profissão: Estudante
  • Religião: Católica

Caro professor Orlando Fedeli, gostaria de saber qual a postura da Igreja Católica com relação a São Jorge, ele é reconhecido pela Santa Igreja como um santo? Estou perguntando pois vi em entrevista uma historiadora afirmar que a Igreja não o reconhece, oficialmente, como um santo. E segundo ela não existiria nenhuma evidência concreta que ele (São Jorge) teria existido realmente.
Gostaria de pedir que o senhor tambem me envie a historia completa de São Jorge, pois sou muito afeito a sua imagem, porém gostaria de ter as minhas duvidas sanadas antes de iniciar uma devoção a São Jorge.
Muito obrigado, e que a paz de nosso senhor Jesus Cristo esteja com o senho e com seu colaboradores.

Prezado Fábio, Salve Maria!
 
    São Jorge teria nascido na antiga Capadócia, atualmente pertencente à Turquia. Após a morte de seu pai, mudou-se com sua mãe para a palestina.
    Foi promovido a capitão do exército romano por sua dedicação e habilidade. Com 23 anos passou a frequentar a corte imperial em Roma.
    Nesta época o imperador Diocleciano decretou a morte dos cristãos e numa reunião do senado para confirmar o decreto, S.Jorge levantou-se contra ele e, defendendo as verdades da fé, afirmou que os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos deuses. Indagado sobre esta atitude ousada, São Jorge respondeu que era por causa da Verdade, e perguntado por um senador o que era verdade respondeu-lhe que a Verdade é Nosso Senhor Jesus Cristo, e que Ele estava ali para dar testemunho disso.
    Como São Jorge mantinha-se fiel e não aceitava os deuses pagãos, o Imperador tentou fazê-lo desistir da fé torturando-o. Após várias torturas, não renegando a Deus Nosso Senhor, foi degolado em 23 de abril de 303. Sua sepultura encontra-se na Lídia, na Palestina.
    A devoção a São Jorge veio da época das cruzadas, espalhando-se rapidamente pelo ocidente. A imagem que nós conhecemos de São Jorge lutando contra o dragão é uma lenda, mas como o verdadeiro guerreiro lutou contra satanás defendendo a fé, ele nos convida a lutar pelo bom combate.
    São Jorge é padroeiro da Inglaterra, Portugual, Lituânia e Georgia.
    O Papa Paulo VI, para agradar aos protestantes que são contra o culto dos Santos, aboliu o culto dos Santos que não tinham registros históricos mas somente relatos tradicionais, como é o caso de São Jorge.
    São Jorge é Santo e está no céu sim, e uma devoção a este Santo combatível deve ser praticada e imitada.
    Esperando te-lo atendido em suas dúvidas.
 
IN CORDE IESU E MARIAE,
Carlos Serozini

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Nazi-fascismo e a Igreja - Orlando Fedeli

Notícias e Atualidades: As Cruzadas foram um ato de defesa; não de ataque

Cartas: Conspiração e Nova Ordem Mundial - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais