Montfort Associação Cultural

15 de outubro de 2013

Download PDF

Vetado pelo Governo francês um Bispo que celebra Missa Tridentina

 

Fonte: Riposte Catholique

Summorum Pontificum com efeitos civis: nas dioceses controladas pelo Estado francês, não a Bispo que celebra a Missa Antiga…

Há muitos anos são celebradas missas diárias no rito antigo na paróquia Santo Eugênio e Santa Cecília, em Paris. Um dos párocos que por lá passou tornou-se bispo: é Dom Jean-Pierre Batut, Bispo auxiliar de Lyon. Ora, vagando a Sé de Metz, o Núncio Apostólico Dom Luigi Ventura, incluiu seu nome na lista tríplice apresentada ao Vaticano e – segundo várias fontes consultadas pelo Riposte Catholique – ele teria sido escolhido pelo Cardeal Ouellet e confirmado pelo Papa Francisco. Porém, segundo a Concordata de Napoleão, competiria ao governo francês aprovar ou não a nomeação do bispo de Metz… e o nome de Dom Batut teria sido recusado – por suas “amizades fanáticas” (como diria a Revolução Francesa) e por sua posição contra o casamento gay, instituído pelo governo socialista. Em seu lugar foi “abençoado” por Hollande Dom Legleize, um Bispo rigorosamente sem sal nem açucar, incapaz de reagir mesmo quando não concorda  com algo e bastante frio em relação a atitudes que pudessem compromete-lo, como Marchas pro Familia..

Uma verdadeira lesão aos direitos da Igreja!

Felizmente  - e isso nos conforta! – a divisa episcopal de Dom Batut é a palavra de São Paulo: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?”

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais