Montfort Associação Cultural

9 de setembro de 2004

Download PDF

Versos anti Wicca

  • Consulente: Karin
  • Localizaçao: São Paulo – SP – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Psicologa
  • Religião: Outras – escreva abaixo

Bom, é natural q as pessoas criticquem religiões, mas para isso creio q devam ter base para tal afirmaçao. Bom li sobre seu comentario a respeito da questao envianda pela Flavia, isso do Deus chifrudo de ser um possivel demonio, é a maior besteira afinal é apenas um representaçao, vc por ser católico devia entender bem de representaçoes, ora nao dizem q maria era virgem??? é apenas um forma de representar q Jesus nasceu de uma mulher pura.

Eu era catolica, sei mto sobre tb.. ate mais do q deveria pq gosto de me informar sobre varias religioes. Agora pq vc nao se contenta em ter a sua religiaozinha e ficar na sua do que tentar induzir ou outros segui-la tentando prejudicar as demais religiões???

Alias sua religiao q é tao repreensora nao deve achar isso um pecado nao?

Prezada Karin,
Salve Maria

Me entristece saber que um católico abandonou a fé.

Espero sinceramente que Deus te dê a graça de enxergar o seu erro e que você volte ao aprisco da Santa Igreja Católica Apostólica Romana, que é o único caminho de salvação.

Aproveito para publicar uma trovinha simples que fiz a algum tempo atrás.

Apostasia

O diabo, diligente, sai a procura
De alguém que lhe ouça sem ousar restrição
Amealhar almas, usando persuasão
Suspirando seu nome na noite escura

                                          E vai o incauto atender seu chamado,
                                          Cansado da virtude, negando beleza
                                          Não à pureza de alma e com presteza
                                          Louco se perde neste mundo desvairado.

Para que devoção? Para que piedade?
Pois tudo que quer é livrar-se de Deus
Juntar-se aos outros a quem tem como seus
Não crendo mais no pecado e maldade.

                                         E  lá  se foi ele  por própria  vontade
                                         Deixando para trás o confessionário,
                                         Boas obras com fé, reza e rosário
                                         A hóstia, sacrário e santidade.

Ele o fora sem jamais ousar ter sido.
Ouviu sabedoria e não compreendeu.
Viu maravilhas porém à fé não se rendeu.
Tombou em um combate sem ter combatido.

                                        Por seu capricho não aceita sacrifícios.
                                        Ansioso, quer o que este mundo pode
                                        Dar a qualquer um que nele se acomode
                                        E justificativa para seus vícios.

Abriu os braços para abraçar a tudo
Mas, eis que ao pular fora do aprisco
Assumindo assim inteiramente o risco
Ganhou apenas o abraço do chifrudo

                                       No inferno, júbilo pela vitória,
                                       Sem haver alegria, o ódio apenas!
                                       Aumentando para todos as duras penas
                                       Pois o diabo jamais pode ter glória.

E no céu, uma lágrima é derramada,
Por triste ovelha desgarrada agora,
Que acalentou sonhos mas que toda hora
ousa duvidar da Virgem Imaculada.

                                       O diabo geme, chora e se ressente
                                       ao ouvir  nome da Virgem Pura e Santa,
                                       Para quem o coro dos anjos glórias canta
                                       E que esmagou a cabeça da serpente.

Sele então a teus ouvidos sem tardança
Deixe de lado as ilusões deste mundo
E as promessas vãs do demônio imundo
Pois enquanto há vida, há esperança


Paulo Sérgio R. Pedrosa

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais