Montfort Associação Cultural

13 de setembro de 2006

Download PDF

Validade da Missa Nova

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Frederico Saviotti Azevedo
  • Idade: 32
  • Localizaçao: Belo horizonte – MG – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Religião: Católica

Prezados irmãos da Montfort,

Salve Maria!

Desculpem-me por enviar 3 mensagens no mesmo dia. Peço a Deus que lhes dê a paciência para suportar os imrãos “chatos” e pecadores como eu.

Desta vez me direciono a vocês para saber sobre a Santa Missa.

Vocês sabem se na Arquidiocese de Belo Horizonte há algum local que se celebra a Missa de Sempre?

Vi mensagens neste site que em Campos tem a celebração da Missa de sempre. Seria Campos do Jordão? Poderiam me informar o endereço e/ou telefone de contato?

O fato de nunca ter participado da Missa de sempre, por desconhecer locais em que a celebram, há problemas em participar da Missa do novo rito? É válida? Se não, a Missa celebrada pelo Papa Bento XVI não é válida?

Certo de sua generosa ajuda, deixo minhas cordiais e fraternas saudações e minhas pobres orações para que Deus os fortaleça sempre na defesa da Fé.

Dominus tecum!

Fred

Tuus totus ego sum, et omnia mea tua sunt. O Virgo super omnia benedicta.

Muito prezado  Frederico,
Salve Maria.
     
     Uma missa, para ser válida, precisa ser rezada por um sacerdote ordenado corretamente, usar pão de trigo e vinho de uva, pronunciar as palavras instituídas por Cristo para a Consagração, e ter a intenção de fazer o que faz a Igreja quando realiza o Sacramento da Eucaristia. Sempre que existam essas condições a Missa é válida.
     O problema da Missa Nova provem de duas coisas:
      
     1- Infelizmente, há sacerdotes que não crêem na Presença Real de Crsito na Eucaristia (ontem soube de um que não crê que Cristo seja Deus, e nem crê na santíssima Trindade). Outros afirmam que, pelas palavras da Consagração, na Missa, Cristo fica presente, não na hóstia, mas no povo. Claro que as Missas celebradas por esses sacerdotes não são válidas, porque eles não querem fazer o que faz a Igreja. Havendo dúvida sobre a intenção do padre, a Missa é válida.
     2 – Em muitas Missas, hoje, se fazem tais abusos que a Missa se transforma num verdadeiro show, com profanações do Santíssimo Sacramento. Embora tais Missas sejam ou possam ser válidas, elas se tornam ilícitas, na medida em que o fiel compreende as profanações que nelas se realizam. Ninguém pode participar de algo que sabe ser uma profanação. 
     
     Monsenhor Kalus Gamber escreveu um livro sobre a Missa Nova, livro que foi elogiado pelo então Cardeal Ratzinger. Nesse livro se lê o seguinte:

“É preciso não ir até o ponto de afirmar, como por vezes acontece, que o novo ordo seriade si inválido. Mas o número de Missas verdadeiramente inválidas poderia ter aumentado bem desde a reforma lit[urgica". [Il ne faut cependant pas aller jusqu’à affirmer, comme il arrive parfois, que la messe selon le nouvel ordo serait en soi invalide. Mais le nombre de messes véritablement invalides pourrait bien avoir considérablement augmenté depuis la réforme liturgique].

     Repito: esse livro de Monsenhor Gamber foi elogiado pelos Cardeais Ratzinger e Silvio Odi.
     Logo mais o Papa Bento XVI, ao que consta, vai liberar a Missa de sempre. Espero que em Belo Horiznte se obedeça o que o Papa vai determinar e então você terá a Missa de sempre em várias igrejas em Beo Horizonte.
     Rezemos pelo Papa.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Comentários de leigos durante a Missa - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Frei Tiago: pobreza e obediência. Já outros… - Alberto Zucchi

Cartas: Santa Missa, renovação do sacrifício da Cruz - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais