Montfort Associação Cultural

26 de abril de 2006

Download PDF

Uso do incenso na Santa Missa

Autor: André Palma

  • Consulente: Nilo Oliveira
  • Localizaçao: Indaiatuba – SP – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau concluído
  • Religião: Católica

Caro Prof. Orlando,
Ave Maria Puríssima!

Gostaria de parabeniza-lo pelas respostas dadas as dúvidas por nós formuladas, com tanta riqueza de citações e profundo conhecimento da sã e verdadeira doutrina católica romana!

Segue minhas questões:

1- Percebo que em diversas celebrações Eucarísticas que já tive oportunidade de ir –e por que não citar a minha em primeiro lugar– o presbítero no final da Santa Missa não sai em procissão tal como na entrada… isso é licito?

2. Quanto a utilização do incenso na Santa Missa, ele poderia se utilizado em todas as celebrações? Proponho essa questão pois percebo, que ele é utilizado em dias especiais do calendário litúrgico tal como o Natal, Páscoa…

Desde já mui agradecido, despeço-me rogando a SSma Virgem Maria que o conserve inabalável na defesa da fé e perseverante no ministério pelo Sr. exercido! Amém!

Prezado Nilo, Salve Maria!
 
Agradecemos primeiramente seu apoio ao nosso trabalho de apostolado.
 
Nas cerimônias solenes, o cortejo de entrada composto pelo cruciferário, turiferário, acólitos e celebrante seguem as normas do Ritual Romano e Cerimonial do Bispo. Contudo, ao término da Missa, todos vão direto à Sacristia.
 
Como você mesmo notou existe uma hierarquia entre os diversos dias litúrgicos. Antigamente, havia uma divisão grande em festas de 1ª, 2ª, 3ª e 4ª classe e subdivisões entre estas classes. Atualmente, as celebrações foram bastante simplificadas, basicamente, em solenes e não solenes. Nestas a missa é apenas rezada. Naquelas é cantada (como o Kyriale e as partes móveis – ofertório e gradual), com a utilização de incenso e todo aparato litúrgico.
 
Nas missas simples não se utiliza o incenso, pois esta é uma prerrogativa das missas solenes que são:
- Missas de preceito aos domingos
- Dias especiais do calendário como Natal, Páscoa, Pentecostes, as festas de Nossa Senhora e dos Santos patronos de cada igreja.
 
In corde Iesu et Mariae,

André Palma

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Lauda Sion Salvatorem: Canto Sacro, Beleza e Conteúdo Doutrinário

Oração e Vida Espiritual: Quarta Feira da Semana da Paixão

Notícias e Atualidades: Papa Bento XVI quer colocar a liturgia em ordem

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais