Montfort Associação Cultural

28 de junho de 2009

Download PDF

Um santo fora da lei

Autor: André Melo

 
A discussão sobre o papel dos leigos na Igreja tem sido recorrente.
Além da discussão, muitos abusos têm ocorrido. Vêem-se  “gerentes de igreja” dando a comunhão e até “celebrando” missas… um grande abuso e desvio, fruto do Concílio Vaticano II que, a pretexto de aproximar o povo, o espantou para bem longe da Igreja.
Há, porém, e recentemente, sobretudo, aqueles que alegam o extremo oposto, ou seja, que seria abuso os leigos fazerem qualquer coisa. Nem uma aula de catecismo poderia ser dada por um leigo.
Diante da atual negligência do clero, a omissão seria o principal dever dos leigos.
Deixemos todos na ignorância.
Se Deus é atacado em meu trabalho, não vou defendê-lo. Ficarei bem quietinho cumprindo meu dever de leigo mudo.
Se tiver uma chance de dar um bom exemplo, deverei evitá-lo com todo o cuidado. Afinal, dar bom exemplo não deixa de ser um modo de ensinar. E ensinar, só o clero pode.
Se um pai de família deseja que seus filhos aprendam a verdadeira religião e se preparem para receber os sacramentos, nada lhe cabe fazer a não ser rezar. Ensinar o catecismo está proibido. Essa tarefa está reservada ao clero.
Ainda bem que vivemos em uma época em que o clero possui grande ciência e zelo… Os exemplos de conversões que se operam por meio do clero são incontáveis…
Há, porém, alguns que insistem em desobedecer a lei do silêncio. Uma verdadeira rebeldia.
Existem até, pasmem nossos leitores, santos que, sendo leigos, ousaram defender a Igreja e ensinar!
Um desses santos foi São Próspero de Aquitânia (390 – 465) que, sendo leigo e casado, era grande conhecedor de Teologia e foi um grande defensor da Fé contra os semipelagianos.
São Próspero correspondia-se com Santo Agostinho do qual foi discípulo. Foi também secretário do Papa São Leão Magno.
Chegou até a ditar as cartas do Papa Leão Magno contra Eutyches.
Seguramente, Santo Agostinho e São Leão Magno só toleravam escrever para São Próspero a fim de repreendê-lo. Afinal, onde já se viu, um leigo querer defender Nosso Senhor…
Um abuso!
 
André Melo
25 de junho, festa de São Próspero de Aquitânia, Confessor… e leigo.

TAGS

Publicações relacionadas

Notícias e Atualidades: Papa pede que jovens respeitem castidade nos relacionamentos

Artigos Montfort: Portanto o “quarto” segredo existia mesmo…

Cartas: Em busca da verdade - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais