Montfort Associação Cultural

3 de maio de 2009

Download PDF

Tréplica dos Católicos de Limeira contra a Nota de Esclarecimento de Dom Vilson

  • Consulente: Católicos de Limeira
  • Localizaçao: – Brasil
  • Religião: Católica
A DOM VILSON DIAS DE OLIVEIRA, DIGNÍSSIMO BISPO DE LIMEIRA:
 
DÊ-NOS A MISSA DE SEMPRE.

 

“Quem dentre vós dará uma pedra a seu filho, se este lhe pedir pão?
E, se lhe pedir um peixe, dar-lhe-á uma serpente?” (São Matheus 7, 9-10)
 
 
 
 
Essa passagem do Evangelho segundo São Matheus, que colocamos em epígrafe, resume nossa perplexidade ao ler a Nota de Esclarecimento de Sua Excia. Dom Vilson Dias de Oliveira DC, publicada no site da Diocese de Limeira/SP.
 
Custou-nos acreditar no que ali estava escrito… Mas nos chocou profundamente sermos “chamados”, ou melhor, “rotulados” como católicos entre aspas (como consta de nossa gravação de seu pronunciamento na Rádio Magnificat).
 
O tom pejorativo de Dom Vilson demonstrou seu ranço preconceituoso, contra os católicos ligados à Tradição anterior às reformas conciliares.

 

Mais uma vez ele repete as palavras ditas ao final de nossa Audiência de 27/02/2008.
 
Permanece o entrave pastoral como uma “pedra” que freia a aplicação do Motu Próprio “Summorum Pontificum”.
 
Permanecem exigências que NÃO constam no documento assinado pelo Papa:
 
1) Não se exige que os fiéis saibam latim;
2) Na diocese de Limeira HÁ um padre PREPARADO e DISPOSTO a celebrar a Missa em sua forma tradicional o qual procuramos antes mesmo da posse do bispo na diocese (informação dada por nós a Dom Vilson em nossa primeira audiência em 27/02/08), porém foi proibido, pelo próprio D. Vilson, de atender nosso pedido.
3)Possuímos o Missal, os paramentos e missais bilíngües com os quais as pessoas podem acompanhá-la;
4) A celebração da Missa pode ser realizada normalmente nas paróquias em horários alternativos, não havendo necessidade de criação de uma paróquia pessoal;
5) Nosso grupo adere à Missa tradicional e a assistíamos regularmente na Capela São Tomas, na Escola de Cadetes, na Cidade de Campinas.
 
Dom Vilson, ao final de seu pronunciamento na Rádio Magnificat, pede que tenhamos respeito pela sua pessoa. Gostaríamos de deixar claro que nosso pedido pela Missa não pode ser considerado um desrespeito, pois, como filhos, temos direito de pedir ao nosso pai o Pão do céu na Missa de sempre. Por que ele recusa nos dar o que o Papa concedeu e até mandou nos dar? Por que recusa ele obedecer ao que o Papa mandou? Por que diz ele obedecer ao Núncio do Papa e recusa obedecer ao Papa do Núncio?
 
São públicas as fotos da Missa Afro com elementos estranhos à religião católica, e celebrada por Sua Excia. em nossa Diocese. Nelas não se vê o respeito às rubricas da Missa de Paulo VI. Não vemos que Dom Vilson obedeça ao que determinou a Constituição Sacrosanctum Concilium do Concilio Vaticano II, e os posteriores documentos Ecclesia de Eucharistia e Redemptionis Sacramentum, de sua Santidade o Papa João Paulo II. Como desrespeita Dom Vilson as normas da Santa Sé? Se Dom Vilson celebra a Missa Afro, por que nos recusa a Missa de sempre, a Missa que foi assistida por todos os Santos e Santas da Igreja ?
 
Acreditamos estarmos jogados por ele às margens da diocese… Mas nos tempos em que vivemos temos que esperar contra toda a esperança…
 
Esperamos, pois, que tenhamos logo a graça da Missa, o quanto antes, e nos termos do Motu Próprio, ou seja, sem nenhuma exigência absurda…
 
Permanecemos assim com o Papa, na espera que o sino toque, sinal que a Missa vai começar… Na esperança que salva.  
 
Viva o Papa! 
Católicos de Limeira
catolicosdelimeira@gmail.comhttp://www.catolicoslimeira.com.br/
 

 
Leia também:
 
 Católicos da Diocese de Limeira apóiam o Papa
 
Nota de esclarecimento da Diocese de Limeira: A universalidade da Igreja na Igreja particular

 

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Bis, após o Motu Proprio - Orlando Fedeli

Notícias e Atualidades: Comunicado de Dom Fellay, Superior da FSSPX, sobre o Motu proprio Summorum Pontificum

Oração e Vida Espiritual: Missa para 31 de dezembro: Leituras e Comentário ao Evangelho

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais