Montfort Associação Cultural

16 de setembro de 2004

Download PDF

TFP e ACNSF

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Normando
  • Idade: 37
  • Localizaçao: Aracati – CE – Brasil
  • Escolaridade: Superior incompleto
  • Religião: Católica

Caro amigo,

Suas afirmações sobre a TFP foram esclarecedoras; eu também já contribui para esta “Associação” ???

Eu sempre achava que tinha algo errado não sabia o que era, achava até que eram idólatras, pois às vezes até esquecem JESUS.

Pergunto:

A) A TFP e a Aliança de Fátima é a mesma coisa?

B) É verdade que esta associação foi reconhecida pela Igreja?

Obrigado antecipadamente

Prezado Normando, salve Maria.

Muito obrigado por sua compreensão. A denominada Associação Cultural Nossa Senhora de Fátima foi fundada por João Scoganmiglio, o discípulo mais querido do Dr. Plinio C. de Oliveira, aquele que se fazia crer profeta inerrante e imortal.

A Associação Cultural Nossa Senhora de Fátima — uma banda — intitula-se ainda de Arautos do III Milênio. Scognamiglio, o fundador e regente da Banda, disputou a liderança da TFP, com os mais velhos da entidade após a morte do imortal Dr Oliveira.

Consta que ele provocou a divisão da malfadada TFP por três razões:

1) Scognamiglio se fez cultuar como novo Profeta, no lugar do Dr. Oliveira. Fora Scognamiglio que fanatizara a TFP com um culto delirante ao Dr Oliveira, e à mãe dele, Dona Lucília C. de Oliveira. Scognamiglio aparece até como o autor de um livro absolutamente romântico intitulado “Dona Lucília”, obra em que se procura difundir uma idéia sonhadora e romântica dessa senhora, mãe do Dr Oliveira, para justificar o culto que a ela se prestava na TFP.

2) Scognamiglio fundou uma TFP feminina, coisa que o “Profeta” de Higienópolis sempre condenara;

3) Scognamiglio teria aderido ao Vaticano II e à Missa Nova, que o Dr. Oliveira sempre dissera ser contra.

Essas teriam sido, ao que consta, as razões alegadas pelos Provectos (os mais velhos) da TFP contra Scognamiglio.

A Banda do Scognamiglio é formada pelos eremitas mais fanáticos da TFP, os joanetes, e pelas “cladetes”, que consideram, agora, Scognamiglio, um santo e um profeta ainda maior que Dr. Plínio. Essa Banda procura se manter assoprando trombtes e trombones, e tocando caixa, com os mesmos métodos e processos financeiros da TFP: angarianado dinheiro nos semáforos, vendendo santinhos com a imagem de Nossa Senhoar de Fátima, etc. Para tocar a caixa, tocam caixa.

A Banda do Scognamiglio é uma versão sonora e muito adaptável da TFP às modas e canções do tempo. Ela toca, hoje, conforme o ritmo do tempo, assumindo o papel de carismática, para agradar e sobreviver, mas mantendo os cultos fanáticos e as doutrinas delirantes de Plínio Correa de Oliveira. E esperando a ressurreição do profeta defunto. Tanto que Scognamiglio mantinha uma revista com o esdrúxulo nome — esdrúxulo nome, para uma revista — de “Dr Plínio”, e que era editada por uma editora de nome sintomático e revelador: “Retornarei’. Nome que era a manifestação da esperança de que Dr. Oliveira ia voltar logo mais. Para fundar um Reino Milenarista.

Para manter-se nessa espera delirante, é que, como já disse, a Banda do Scognamiglio sopra trombones e bate nas caixas.

Consta que, de fato, os Arautos do III Milênio foram reconhecidos como instituto religioso. O que não garante que o dinheiro por você dado a eles seja para uma obra realmente santa…

Não caia no canto e no conto das sereias, dizia-se, outrora, aos marinheiros.

Não caia no canto ou no toque de caixa das bandas… mesmo que elas passem cantando coisas de amor… cuide de sua caixa.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

 

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Montfort e TFP - Orlando Fedeli

Cartas: Em defesa dos Arautos do Evangelho - Orlando Fedeli

Cartas: Culto Bizarro da TFP ao dr. Plínio - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais