Montfort Associação Cultural

12 de setembro de 2010

Download PDF

Testemunha de Jeová desafia: por que Cristo ressuscitou Lázaro?

Autor: Octávio Monteiro

  • Consulente: Thiago Farias
  • Localizaçao: Fortaleza – CE – Brasil
  • Religião: Católica

Bem eu fui questionado por um professor meu que é Testemunha de Jeová, sobre a existência do inferno. Eu falei sobre todas aquelas citações bíblicas, embora sabendo que por ele ser Testemunha de Jeová ele não acredita no inferno. Agora ele me questiono algo, porque Cristo Ressuscitou lazaro, visto que este poderia estar no céu poderia estar no céu, sendo assim Jesus tirou lazaro do céu? Vendo também que lazaro poderia ta no inferno, Jesus tirou lazaro do inferno? O Céu e o inferno são físicos ou um estado? Com que objetivo Jesus ia tirar alguém das delícias do céu, para sofre na terra?
Porém deixo claro, que acredito sim na existência do céu e do inferno, e que Virgem Maria interceda pela minha alma.

ps: admiro muito todas as boas postagens desse site, embora eu discorde de algumas coisas, pórem tudo é parao bem da Santa Igreja Católica.

Vivat Cor Iesus.
 

Prezado Thiago, Salve Maria!
 
Primeiramente, agradeço sua admiração pelo site Montfort e espero que ele, a cada dia, se torne um instrumento melhor para seu conhecimento da doutrina católica.
 
Sobre o inferno, ele realmente existe. O próprio Nosso Senhor Jesus Cristo disse que ele existe.
 
“Apartai-vos de Mim, malditos, para o fogo eterno que foi preparado para o demônio e para os seus anjos…” (MT. XXV, 41).
 
Em São Marcos se lê:
 
“Melhor te é entrar na vida eterna manco, do que tendo duas mãos ir para a geena, para o fogo inextinguível, onde o seu verme não morre, e o fogo não se apaga” (Mc. IX, 43-44).
 
Também na carta aos Filipenses se lê:
 
“(…) para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos”. (Filipenses II,10)
 
Pela seita a que pertence seu professor e pelo questionamento dele para você sobre a morte e a ressureição de Lázaro, posso afirmar-lhe que ele quer tentar lhe demonstrar muito equivocadamente que, além do inferno não existir, o homem não possui uma alma imortal.
 
Para os Testemunhas de Jeová, após a morte, a alma não vai para o inferno, céu ou purgatório, porque simplesmente, contradizendo as Escrituras, eles crêem também que no homem não há uma alma espiritual imortal.
 
Porém, a Igreja ensina que a alma racional é criada por Deus e no mesmo instante de sua criação é infundida no corpo, sendo o corpo material e a alma espiritual. Esse ensinamento esta conforme a Sagrada Escritura:
 
e o pó volte à terra donde saiu, e o espírito volte para Deus que o deu” (Ecle. XII, 7).
 
Quando morremos, dá-se o juízo particular de cada um, quando recebemos nossa sentença eterna. Podemos, então, ser condenados ao inferno ou ser enviados ao céu. Caso tenhamos morrido em pecado venial, nossa alma é enviada ao purgatório, para se purificar, e, depois, vai ao céu, para sempre.

No fim do mundo, todos os homens que estiverem vivos morrerão. Depois é que se dará o Juízo universal.  

 
E em São Mateus se lê:
 
Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena. (São Mateus X,28)
 
Agora, vamos a seus outros questionamentos, uma vez demonstrado que todo ser humano possui uma alma imortal e o céu e o inferno existem.
 
Sobre a da ressureição de Lázaro ,O próprio Nosso Senhor  avisou antes o motivo pelo qual ele faria este milagre.
 
“...Esta enfermidade não causará a morte, mas tem por finalidade a glória de Deus. Por ela será glorificado o Filho de Deus. (João XI,4)
 
A explicação de Santo Agostinho para esta passagem da Escritura é:
 
Porque a morte não era mesmo para a morte, mas para fazer um milagre para que os homens acreditassem em Cristo e assim evitar a verdadeira morte. Portanto, o Senhor acrescentou: “Mas, para a glória de Deus”, onde indiretamente o Senhor chama a si mesmo Deus, contra os hereges que dizem que o Filho de Deus não é Deus… .  
 
Hereges assim,Thiago, como os Testemunhas de Jeová que negam que Cristo seja Deus.
 
Quando Lázaro morreu, a alma dele não foi para o inferno e nem para o céu, foi para o Seio de Abraão, o limbo. Foi no limbo que alma de Lázaro ficou “quatro dias” antes que Cristo o ressuscitasse.
 
Como explica o catecismo da Igreja Católica, neste lugar eram recebidas, antes da vinda de Cristo, as almas dos santos, que ficavam ali em descanso, sem nenhum sofrimento.
 
Conforme os Evangelhos e, depois, o Credo, Cristo, após morto, desceu aos infernos, mais precisamente ao limbo (o inferno no sentido de lugar inferior, não eterno), para libertar todos os que ali estavam.
 
Também, na Escritura, podemos ler que Nosso Senhor amava Lázaro e até chorou em seu sepulcro.
 
Ora, Lázaro foi instrumento de Cristo para dar maior Glória a Deus.
 
Que homem não gostaria de ter tido esta honra ?
 
Após sua ressurreição, Lázaro com certeza deve ter ficado muito alegre por ter reencontrado a Cristo, sabendo claramente o milagre que Ele tinha feito. Com certeza, sua fé e a de seus famíliares, que Cristo também amava, aumentou.
 
E se houvesse algum sofrimento de Lázaro por Cristo, o que poderia ser mais agradável para Deus e recompensador para um homem?
 
Thiago, aconselho-lhe a não dar  ouvidos e importância para esse professor seu, pois os Testemunhas de Jeová utilizam uma Bíblia adulterada que nega muitas verdades. Por exemplo:
 
- Que Cristo seja Deus;
 
- Que Deus seja uno e trino;
 
- Que Nossa Senhora seja mãe de Deus;
 
- Que o corpo tenha uma alma imortal;
 
- Que o inferno exista;
 
A única coisa que os Testemunha da Jeová aceitam como verdade é a doutrina mentirosa que Charles Taze Russell, o fundador da seita, inventou contra Cristo e sua Igreja no ano de 1870.
 
Além disso, a presunção delirante dessa seita já marcou o final do mundo ou coisa parecida algumas vezes (1914, 1925 e 1975).
 
Nestes anos, nada ocorreu. Ora, isso já seria um motivo lógico suficiente para a seita se extinguir.
 
Espero ter ajudado. Escreva-nos quando quiser.
 
Virgo potens, ora pro nobis
 
Octávio Monteiro

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Leonardo Boff se superou, defende agora ritual pagão! - Orlando Fedeli

Cartas: Riqueza dos países protestantes

Cartas: Rol de imbecis? Tu o dissestes - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais