Montfort Associação Cultural

16 de setembro de 2004

Download PDF

Sobre os cuidados com as bebidas

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Elison
  • Localizaçao: – Brasil

Prezado amigo Profº Orlando

Paz e bem!

“O óleo e o perfume alegram o coração; assim o faz a doçura do amigo pelo conselho cordial.” (PV 27:9)

Venho neste e-mail pedir orientação para algumas dúvidas:

1º. O que a bíblia diz sobre a bebida, sei que é errado beber a ponto de ficar bêbado, mas posso beber moderadamente? Como católico qual deve ser minha atitude ?

2º. E sobre festas que não as católicas, como por exemplo, show de alguma banda e outras festas semelhantes, sei que devo procurar a perfeição, mas acredito que eu deva ter atitude cristã em qualquer lugar e ambiente que eu esteja e que não devemos nos isolar dos outros.

3º. Me explique os seguintes versículos:

 “E aquele dinheiro darás por tudo o que desejares, por bois, por ovelhas, por vinho, por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; comerás ali perante o Senhor teu Deus, e te regozijarás, tu e a tua casa”. (DT 14,26)

Nesta passagem a bíblia diz que posso beber?

 ” porque se o coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas.

Amados, se o coração não nos condena, temos confiança para com Deus;” (I Jo 3, 20-21)

Se eu faço algo errado, mas que eu acredite que não o fiz (meu coração não me condena) posso ainda estar certo ?

Certo das respostas desde já agradeço!

Um forte abraço,

Elison

Prezado Elison, salve Maria !

É claro que se deve tomar cuidado com a bebida, porque ela pode ser uma tentação. Porém, não se pode condenar o vinho em si mesmo, porque o próprio Cristo fez vinho, em Caná da Galiléia e o tomava.

Há portanto dois erros com a bebida:

1) Não tomar cuidado com ela, tomando-a desregradamente, o que leva ao pecado;
2) condenar a bebida em si mesma, o que leva a uma falsa ascese e a condenar o que Deus usou.

O que leio sobre os tais shows de bandas no noticiário, depõe gravemente contra elas, não só pelo tipo de música que nelas é tocado, mas pelas drogas e desregramentos morais que nela ocorrem. Por isso tudo, só se pode condenar tais exibições e festas ou festivais. Fuja disso tudo.

O texto que você me pede para comentar do Deuteronômio mostra que é lícito ao homem dispor do dinheiro que ganhou com seu trabalho, comprando o que lhe aprouver: animais (que eram a riqueza maior do povo judeu que era pastor), bebidas e licores, para tomar moderadamente em sua casa, com os membros da família.

Os versículos da I epistola de São João que você me citou, são de confiança para aqueles que são atormentados por escrúpulos que os fazem ver com rigor excessivo a própria conduta. São João mostra como Deus nos ama infinitamente, e como Ele não quer nossa condenação, contanto que nos arrependamos e ajamos bem.

Se você faz algo errado — sabendo que está errado — você tem culpa.

Se você faz algo errado, sem saber que está errado, e só depois vem a saber que aquilo era um mal, então não tem culpa. mas, sempre que haja desconfiança, é prudente consultar um sacerdote para que o guie.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Vocação dos apóstolos S. Pedro e Sto. André - Orlando Fedeli

Cartas: Catequistas modernos: um atentado contra a Fé - Guilherme Chenta

Cartas: Pecado e indução ao pecado

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais