Montfort Associação Cultural

2 de novembro de 2006

Download PDF

Sobre FSSPX e IBP

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Rogério Becar
  • Localizaçao: Rio de Janeiro – RJ – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Professor
  • Religião: Católica

Caro Professor Oralndo Fedeli,

Boa Tarde!

Em primeiro lugar parabéns pelo site Montfort, utilíssimo em nossos dias para a formação católica e cultural de nossos jovens.

Professor, o que me moveu a escrever-vos foi a tão atual questão da fundação do Instituto Bom Pastor (IBP) e uma possível reconciliação com Roma, da Fraternidade Sacerdotal São Pio X (FSSPX).

Gostaria muito de saber mais sobre estes dois institutos, e sobretudo saber a opinião do Sr. acerca deles.

Esperando ansioso sua resposta, rezo por todos e peço orações.

Rogério Becar

Rio de Janeiro – Brasil

Muito prezado Rogério,
Salve Maria.
 
    Muito obrigado por suas palavras sobre o site Montfort. Peço-lhe que reze por nós.
    Há muitos anos, tive longo contato com a FSSPX (Lebfrevistas) e cooperei com eles, principalmente durante a vida de Dom Mayer.
    Sei que lá há muito bons padres, e fiquei amigo de muitos deles, que me ensinaram muita coisa boa. A FSSPX , infelizmente, como muitos movimentos hoje, é bastante heterogênea, tendo elementos excelentes, outros bons e outros com idéias bem ruins: maurrassianos, nacionalistas e até fascistas. Separei-me deles quando instituíram tribunais para declaração de nulidade do vínculo matrimonial, coisa que é de direito papal e jamais de uma Congregação, Instituto ou Ordem religiosa.
    Apoio a Fraternidade Sacerdotal São Pio X em sua luta pela Missa de sempre e sua luta contra o Concílio Vaticano II. O que não significa que concorde com as idéias de todos os seus membros, é claro. E nem que tenha aceitado seus tribunais…
    No Instituto do Bom Pastor, recém fundado, tenho um amigo de muitos anos, o ótimo sacerdote Padre Rafael Navas Ortiz.
    Para o Instituto do Bom Pastor me impelem seus dois direitos extraordinários concedidos pelo Papa Bento XVI:

    1) o de rezar exclusivamente a Missa de sempre;
    2) o direito de criticar o Concílio Vaticano II.

     Isso não me cega para certas idéias de alguns membros do Bom Pastor. Por exemplo, ainda hoje o Abbé de Tanouarn, numa entrevista, criticou Maritain — o que foi bom — e citou elogiosamente o jansenista Pascal. O que é bem ruim.
     Tendo o Instituto do Bom Pastor dois objetivos que também a Montfort visa — isto é, defender a Missa de sempre contra a Missa nova, e atacar o Concílio Vaticano II com seu antropocentrismo, sua colegialidade, liberdade religiosa, kenosis e ecumenismo, então, enquanto o IBP luta contra esses erros, eu o apoio. Mas é óbvio que isso não significa que concorde com todas as idéias de todos os padres desse Instituto.
     Não é porque alguém recebe a comunhão ou assiste a Missa de sempre celebrada por um certo padre, que isto significa uma adesão incondicional do fiel a todas as idéias desse padre.
     Como o Papa está sendo violentamente criticado e atacado pelos Bispos modernistas franceses (leia mais), creio que devemos cerrar fileiras com aqueles que estão apoiando o Papa contra os Bispos modernistas revoltados contra o Soberano Pontifice.
Rezemos pelo Papa e lutemos contra os Bispos modernistas — especialmente franceses — que estão promovendo, hoje, uma revolta contra o Papa numa ação excelente que ele deseja fazer, que é a liberação da Missa de sempre.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais