Montfort Associação Cultural

15 de novembro de 2009

Download PDF

Site conquista um verdadeiro amigo

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Alexandre Jesus da Gama
  • Localizaçao: Araçariguama – SP – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau concluído
  • Profissão: Técnico Químico
  • Religião: Católica

Prof Orlando gostarai de parabenizar o excelente trabalho que o site montfort presta para a Igreja e para todos os que querem saber mais sobre a posição da Igreja sobre certos assuntos, embora muitas vezes haja alguma divergência como no caso do Opus Dei, da RCC, mas enfim eu agradeço e indico pois toda vez que preciso de algum assunto católico é no site da Montfort que recorro e sempre encontro a matéria que necessito.
Só gostaria de, é claro com toda a minha pequenez diante de alguém tão vasto de conhecimento, lhe sugerir que se possível temperasse mais as palavras, pois muitas pessoas não leêm o site e com isso perdem um alimento sólido, por não aceitarem as palavras duras que muitas vezes o senhor dirige as pessoas e aos sacerdotes.
Peço isso justamente por saber de experiência própria que o site da Montfort é hoje um dos melhores para a formação católica e deixar as pessoas sem esse material importantíssimo por causa de uma maneira de falar, penso que não seria o mais prudente e tão pouco a vontade de Nosso Senhor e mesmo sem conhecer o senhor pessoalmente acredito que também não seja a sua intenção.
Com certeza alguém com tanto conhecimento e dedicação e com um trabalho de apostolado tão importante não quer que as pessoas se percam e com certeza muitas pessoas se encontrariam com a doutrina da Igreja se lêssem o que o senhor escreve e muitas que indiquei, quase todas não leêm por causa do vosso vocabulário.
Talvez o senhor até me responda mal também essa carta, não tem problema, porque a intenção não é de criticar o senhor, ao contrário, como disse, sou leitor assíduo do site e um grande adimirador do seu trabalho. Se lhe escrevo é justamente por caridade com as pessoas que poderiam ser beneficiadas com a grandiosidade que Deus depositou em suas mãos através dos seus estudos, dedicação, trabalho e amor a Igreja.

Peço a Deus que continue o abençoando, pois tenho certeza que um trabalho tão importante para Deus e a Igreja não deva ser fácil de ser exercido. que a Santíssima Virgem lhe cubra com manto celeste e proteja todos os seus serviços

Muito prezado Alexandre, salve Maria.
 
Agradeço do fundo da alma sua carta, que li com toda a atenção, especialmente o que você me diz sobre minha linguagem e meu estilo.
 
Procuro dizer a verdade nua e crua, quando a pessoa ataca a doutrina católica. E, quando a pessoa mostra boa intenção– como é o seu caso– trato a pessoa com toda a mansidão possível. Aprendi isso no Evangelho.
 
Com efeito, Nosso Senhor era duríssimo contra aqueles que pareciam bons (os fariseus), tendo fama de santos diante do povo, e na verdade eram filhos do demônio. Cristo chamou os fariseus de serpentes, raça de víboras, hipócritas, sepulcros caiados, malditos e filhos do diabo.
 
Se hoje Nosso Senhor viesse ao mundo, do mesmo modo e com a mesma linguagem , Ele, que era infinitamente manso e humilde de Coração, Ele usaria as mesmas palavras duras contra os inimigos da Fé, hoje. O estilo de Nosso Senhor era duro com a rocha para com os maus, e doce e misericordioso para com os pecadores arrependidos. Porque a misericórdia de Deus é para aqueles que o temem, cantou Nossa Senhora no Magnificat.
 
Certamente haveria quem se escandalizasse com o estilo de Nosso Senmhor. Nem por isso ele mudaria de estilo, pois esse é o estilo da justiça.
 
Pode muito bem ser que eu, sendo pecador, passe da conta em meu modo de escrever e de falar. Ou que por vezes não diga tudo o que deveria dizer. Mas, se há alguma coisa no site Montfort que atrai centenas de milhares de leitores é a verdade católica que o site proclama . E também, pelo menos um pouco, pelo modo franco e claro que a Montfort adota. Porque em época de um sentimentalsmo adocicado, que em tudo o que se diz coloca veludos e sedas, onde quase ninguém diz a verdade inteira e nem claramente, é na clareza e na firmeza que os bons procuram a verdade. Ou seria preferível adotar o estilo maciamente estofado, tão em uso entre os católicos liberais?
 
Nosso Senhor nos disse que: “Seja a vossa linguagem sim, sim e não, não. Tudo o que passar disso, vem do demônio”.
 
Por isso, meu caro, agradecendo sua caridade e sua advertência, permito-me dizer-lhe: obrigado!
 
Obrigado sim, por sua intenção caridosa. Mas não seguirei seu conselho. Pois não busco ter muitos leitores. Busco dizer a verdade. Ainda que poucos me sigam na postura de dizê-la e de defendê-la. Mesmo ficando só, defenderei a verdade com voz clara e alta. Nisso está o êxito do site Montfort: buscando o reino de Deus e sua justiça, teremos tudo o mais em acréscimo. Inclusive um grande número de leitores. Pois veja seu próprio caso: mesmo tendo restições ao meu estilo, você não deixa de ler o site Montfort, e até reza por mim e por meu trabalho. E quem conquistou a oração amiga e admirativa de alguém, apesar de que o estilo o choque, conquistou o que há de mais preciso nesse alguém: a inteligência e a caridade.
 
É o que meu estilo, duro, arrancou de sua alma: a melhor parte de um amigo sincero, meu caro Alexandre.
 
Escreva-me sempre. E reze sempre por mim.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Longa vida à Montfort

Cartas: Montfort, nosso porto seguro - Orlando Fedeli

Cartas: Protesto contra o protesto - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais