Montfort Associação Cultural

31 de janeiro de 2010

Download PDF

Sigam em frente

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Cleber Lourenço da Silva
  • Localizaçao: – Brasil
  • Religião: Católica

Caríssimo Professor Orlando,

Salve Maria!

Venho, caro Professor, manifestar-vos minha gratidão e alegria, por tê-lo conhecido, o que creio que certamente se deu pela permissão divina e graças às intercessões de Nossa Senhora, Mãe de Misericórdia e Medianeira de Todas as Graças.

Saudades Professor, é o que sinto de vossas tão prestativas e animadas palestras que tive, pelas graças divinas, o prazer de presenciar e apreciar. Quero ainda, dar-vos a ciência de quão importante foi e é ainda hoje, e claro que será por toda a minha vida, tê-lo conhecido e toda a “equipe Montfort” a quem peço que transmita esta minha manifestação de gratidão e de carinho fraterno, pois, foi através desta Família que pude conhecer a Luz da Tradição, a Santa Missa, e ainda, muitos e verdadeiros amigos e irmãos da Fé Católica.

Desejo, Professor Orlando, ao senhor e a todas as pessoas que compõem a Família “Montfort”, à qual mesmo tão distante tenho o desejo de pertencer. Desejo todas as graças para que continuem firmes, mesmo nas tribulações, assim como Cristo manteve-se ao carregar a Cruz rumo ao Calvário. A caminho do suplicio, do martírio, da morte, mas firmeS. Sigam em frente e jamais desanimem, que as dificuldades superadas sejam os degraus rumo à Morada Celeste, onde Maria, Nossa Mãe, certamente estará a esperá-los com a Coroa da Glória eterna nas mãos, como faz com todos que se sujeitam ao martírio por amor a Cristo e à sua Santa Igreja.

Brasília, festa de Santa Maria Goretti,

In Cordibus Iesu et Mariae!

Cleber Lourenço

Muito prezado Cleber,
Salve Maria.

     Deus lhe pague por sua carta tão cheia de gratidão e tão sábia, ao mostrar que os sofrimentos da vida, normalmente, são os degraus que nos conduzem ao céu. E até sua carta lembra que, para receber o martírio num patíbulo, é preciso, antes, subir, degrau a degrau, a escada que a incompreensão e o ódio nos constroem.
     E que maior honra do que sofrer ódios e incompreensões por causa de Deus?
     Noutro dia, li uma frase de São Gregório Magno que dizia:

Quem luta pela honra de Deus, tem que suportar ser desonrado pelos maus”. 

     E me lembrei então que, numa velha canção cuja letra compus para meus alunos os fazia cantar:

Na última muralha, Santa Igreja, nós morreremos sempre dizendo “Não” às heresias e as covardes traições.
Seremos tua guarda fiel, tua espada, teu batalhão sagrado, defendendo ó Roma eterna, tua Fé, tua bandeira e tua honra”!

     Defendendo a honra da Santa Igreja!…
     Haverá maior recompensa do que sofrer pela honra de Deus?  
     Foi Nosso Senhor quem disse que seríamos bem aventurados quando nos caluniassem por causa de seu Nome.
     Deus seja louvado, pela cruz que nos dá.
     É o que o hino da Montfort pede a Deus cantando.

     Cantando. Rezando.
     
Deus lhe pague.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais