Montfort Associação Cultural

7 de janeiro de 2005

Download PDF

Sermões dos padres

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Ana Paula
  • Localizaçao: – Brasil

Olá, Meu nome é Ana Paula,sou católica romana , esse final de semana assisti um casamento realizado pela igreja católica ortodoxa, e gostei muito ,é muito semelhante com a minha igreja , mas achei interressante, que o casamento foi realizado em tornos das palavras da biblia , e na minha talvéz insignificante opinião acho que as missas deveriam ser feito em torno de um estudo mais profundo da biblia , para entender a mensagem que Deus quer nos passar até os dias atuais, Nào que Não seja feito isso , são feitas as leituras , evangenhos, sÃo feitos os sermões , mas muitas vezez o padre acaba fuginda da explicaçÃo biblica, e se põe muito na atualidade mas não fazendo menções junto averdadeira palavra de DEus , eacaba se esquecendo de passar aplavra correta.Quando vi o casamento gostei muito pois ele girou em torno da palavra real de Deus ,gostaria de saber se susa missas são assim ,pois nÃo tenho oportunidade de assistir a uma missa pois na minha cidade não tem essa religiÃo , a mais próxima é em São José do Rio Preto e fica meio d”ficil.Gostari ade saber se as missas são assim também , como é todo ritual , aposição de vcs perantes aos santos , bom enfim tudo.

Espero resposta , par atirar as minhas dúvidas , desculpe-me por alguma palavra mal dita.

Obrigada.

Prezada Ana Paula, salve Maria!

Sua queixa acerca dos sermões dos padres, hoje, tem muita procedência. Você tem razão ao dizer que, normalmente, os sacerdotes não explicam quase nada da religião católica, limitando-se a tratar de casos políticos, ou de questões muito concretas e sem importância maior.

O grande mal que afeta o clero, hoje, em dia, é o naturalismo. Após o Concílio Vaticano II, uma mentalidade naturalista invadiu toda a Igreja. Quase não se fala da graça, do sobrenatural. Só se trata de fome, direitos do homem (esquecendo que o primeiro direito do homem é saber a verdade revelada), reforma agrária, salários, etc.

Perdeu-se o sentido do sagrado. Perdeu-se – como já dizia Pio XII – o sentido do pecado. Ninguém mais fala do inferno, da ação do diabo, de tentação, de juízo de Deus. Aposentaram o diabo. Fecharam o inferno. E os padres fazem agora o caminho da salvação ser estrada larga , asfaltada, suave, sem pedágio e sem ladeira. Quando Cristo, nos disse:

Tomai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. Que estreita é a porta, e que apertado é o caminho que conduz à vida, e quão poucos são os que dão com ele!” (Mt VII, 13-15).

Essas palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo condenam o que normalmente se ensina, infelizmente, hoje, nos sermões pelos sacerdotes católicos.

Rezemos para que Deus nos conceda bons sacerdotes, que nos façam santos e sábios sermões.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais