Montfort Associação Cultural

5 de janeiro de 2016

Download PDF

Semi-Modernismo??

Autor: Orlando Fedeli

Enviada em: 30/06/2007
Nome: Diogo Linhares
Religião: Católica
Local: Rio de Janeiro – RJ, Brasil
Mensagem:

A Paz de Cristo, a todos da Associação Montfort!
Primeiramente, parabéns pelo trabalho que fazem em defesa da fé cristã! Que o Altíssimo os abençoe e os faça perseverar sempre neste caminho.

No último Artigo Veritas sobre o iminente “Motu Proprio”(“Il proprio terremoto“) o professor Orlando Fedeli usou, e o que me parece INVENTOU, uma expressão que eu desconhecia: SEMI-MODERNISTAS.

Que seria isso? Não faz o menor sentido para mim! Principalmente levando em consideração que, sempre que a Montfort fala sobre a crise causada na Igreja pela contaminação modernista, e o faz com muita propriedade na maioria dos casos, sempre esteve bem distinto que há os modernistas e há os que estão com a Igreja de sempre. Surgiu de ontem para hoje essa nova casta: semi-modernistas???

Me parece um grande exagero. Algo que definitivamente não condiz com a sobriedade com a qual o professor sempre tratou essa questão. Então, além dos modernistas, que já causam grande mal à nossa Santa Igreja, deveríamos agora começar a nos preocupar com aqueles que seriam supostamente “mais-ou-menos-modernistas”? Estaríamos ainda na faixa da cautela ou já teríamos cruzado o limiar em direção à paranóia?

Gostaria deste esclarecimento, pois posso ter interpretado mal o modo de falar do professor. Seria bom, também, uma explicação do uso da expressão “splendorosa falsitatis”, que me pareceu uma referência negativa a um outro sítio de defesa da fé e que, se o for, reforça a impressão de que estamos deixando o campo da apologética e partindo para um “contra-tudo-e-contra-todos” totalmente desnecessário. Pela estima que eu tenho pela Montfort, espero que não!

Do isolacionismo desnecessário,” Libera nos Domine”!
A Paz seja convosco eternamente da parte de Javé, o Pai do Senhor Jesus, o Cristo! Amém.
Diogo linhares G†V

Resposta (ainda não publicada):
Data:  06/08/2007
Muito prezado Diogo,
Salve Maria.
     Muito obrigado por seus parabéns ao trabalho da Montfort. Reze por nós.
     Não inventei a expressão semi modernistas. Eu a empreguei analogicamente.
     Na história das heresias, sempre se notou que, ao lado de uma heresia escancarada, surgia a mesma heresia disfarçada. Esra enganava mais do que a heresia declarada. Assim, ao lado do arianismo, nasceu o semi arianismo de Eusébio de Cesaréia, e ao lado do protestantismo escandaloso, nasceu o jansenismo que enganou mais católicos que o luteranismo. Ao lado do liberalismo furioso de Marat e Danton, nasceu o liberalismo chamado católico, versão light do liberalsimo guilhotinesco. Ao lado do marxismo comunista, se aperesnata o socialismo sem fuzis, e até o socialsimo dito cristão, condenado por Pio XI na Quadragesimo Anno.
     Há muita gente enganada que defende idéias eivadas de conceitros modernistas mas, que não expime esse erros claramente. E outros fazem isso para enganar. Parece-me que exagerado é não fazer essas distinções colocando tudo no mesmo saco.
     Somos contra tudo o que é contrário à Fé e contra todos que se mostram inimigos da Fé. E quanto ao “Falsitatis Splendor”, veja o artigo infeliz que ele acaba de publicar imaginando que enviei uma carta anônima.
     Sempre digo o que penso. E assino o que escrevo. Nem mando cartas pessoais, dizendo o oposto daquilo que publico.
     Espero que tenha explicado o que me perguntou e que continue a rezar por nós.
     Um abraço.
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

 

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais