Montfort Associação Cultural

24 de fevereiro de 2013

Download PDF

Segundo Domingo da Quaresma – Missa e Comentários

Fonte:

 Missal Quotidiano Latim-Português,

D. Beda Keckeisen, 1947, pp. 208, 212

Obras Raras do Catolicismo

e Missa Tridentina na Paróquia São Sebastião, Campo Grande

Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Leão Magno (aprox. 400 – 461), papa e doutor da Igreja
Sermão 51 (tradução disponível no blog do Fernando)

“Este é o meu Filho bem-amado…; escutai-O!”
Os apóstolos, que precisavam ser confirmados na sua fé, receberam no prodígio da Transfiguração um ensinamento adequado para os levar ao conhecimento de todas as coisas. Com efeito, Moisés e Elias, quer dizer, a Lei e os profetas, apareceram conversando com o Senhor… Tal como diz S. João: “A Lei foi comunicada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo” (1,17).
O apóstolo Pedro estava, por assim dizer, arrebatado em êxtase com o desejo dos bens eternos; cheio de alegria com tal visão, desejava habitar com Jesus naquele lugar em que a Sua glória, assim manifestada, o cumulava de júbilo. Por isso, diz: “Senhor, é bom estarmos aqui; se quiseres, farei aqui três tendas, uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”. Mas o Senhor não respondeu a esta proposta, querendo naturalmente mostrar não que aquele desejo era mau mas que era deslocado. Porque o mundo só podia ser salvo pela morte de Cristo e o exemplo do Senhor exortava a fé dos crentes a compreender que, sem que nos seja permitido duvidar da felicidade prometida, é preciso, no meio das tentações desta vida, pedir mais a paciência do que a glória, porque a felicidade do Reino não pode preceder o tempo do sofrimento.

Publicações relacionadas

Oração e Vida Espiritual: Quarto Domingo depois da Páscoa

Cartas: Santa Missa em Salvador - Alberto Zucchi

Oração e Vida Espiritual: Terça Feira da Terceira Semana da Quaresma

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais