Montfort Associação Cultural

22 de novembro de 2004

Download PDF

Sedevacantismo

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Sérgio Renato
  • Localizaçao: – Brasil

Caro Sr. Orlando,

sou leitor assiduo de seus escritos e pesquisador de temas relacionados a nossa santa Igreja Católica, gostaria que me fizesse a fineza de dar sua opinião sobre o “Sedevacantismo”, as teses de monsenhor Lefrevre, e sobre os pontos de vista do sociedade “sodalitium pianun”, bem como me recomendar boas obras a respeito, sejam em português ou em francês/inglês.

Desde já agradeço-lhe antecipadamente.

Atenciosamente: Sérgio Renato

Muito prezado Sergio Renato, salve Maria!

O sedevacantismo é condenável sempre, porque necessariamente todo sedevacantista é cismático, se não herege. Não há poder na terra que possa declarar que um Papa perdeu a autoridade. Se houvesse um poder assim, as chaves da Igreja estariam, não com Pedro, mas com esse poder. Por isso, o conciliarismo — tese que afirma a superioridade do Concílio sobre o Papa — é condenado pela Igreja.

Dar uma opinião sobre as teses de Monsenhor Lefebvre é muito vago.

Se você me pergunta sobre a posição dele face ao Vaticano II e à Missa de Paulo VI, em linhas gerais, estou de acordo com ele. Ainda agora, publiquei um estudo contra erros do Vaticano II. E o Papa João Paulo II acaba de publicar uma encíclica — Ecclesia de Eucharistia – na qual condena muitos abusos na Missa de Paulo VI.

(Aliás, noticia-se que os lefebvristas vão voltar à igreja logo mais, e que a Missa de São Pio V vai ser permitida por toda a parte).

Não concordo, porém com outras idéias de Monsenhor Lefebvre e dos lefevristas. Por exemplo, condeno o maurrasianismo que muitos lefevristas defendem. Por isso, um dos primeiros trabalhos que publiquei no site Montfort foi uma crítica bem dura a Charles Maurras e seu nacionalismo fascistóide..

Fui eu também que denunciei a instituição de Tribunais para declaração de nulidade de vínculo matrimonial na Fraternidade São Pio X (lefevrista) e entre os Padres tradicionalistas de Campos (agora esses padres confessam o que negavam antes: que havia os Tribunais que denunciei). Esses tribunais pretendiam ter poderes papais, o que levava a Fraternidade lefevrista para o cisma, porque assumir poderes que só cabem ao Papa é formar um governo paralelo na Igreja. E isso é cisma.

Graças a Deus se noticia que logo mais vai acabar o cisma lefevrista. E com a vitória da Missa de São Pio V, bandeira levantada por Dom Lefebvre e por Dom Mayer em boa hora, há décadas.

Admira-me que você tenha ouvido falar do Sodalitium Pianum. Onde você aprendeu algo sobre esse tema tão pouco conhecido?

Claro que enquanto arma de combate contra o Modernismo, o Sodalitium Pianum, fundado por inspiração de São Pio X, mas do qual São Pio X jamais consentiu em aprovar os Estatutos, tinha uma finalidade excelente. Entretanto, havia muitas falhas pessoais e estruturais no Sodalitium Pianum, que o levaram a um certo fracasso.

Essa é uma história bem longa e muito complexa que eu teria muito gosto em lhe explicar num curso mais longo de História do Vaticano no Século XX. Há coisas interessantíssimas nessa História… Que são pouco conhecidas no Brasil…Quem as conhece não conta. Mas eu as contarei com prazer. Anseio por contá-las…

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Igreja Católica Ortodoxa - Orlando Fedeli

Cartas: Ótimo argumento contra os "Irmãos de Jesus" - Orlando Fedeli

Cartas: A Igreja está sangrando por tantas feridas - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais