Montfort Associação Cultural

31 de dezembro de 2010

Download PDF

Se não fosse o Concílio Vaticano II o senhor já teria ardido em uma fogueira

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Humberto
  • Localizaçao: Rio de Janeiro – RJ – Brasil
  • Religião: Católica

Caro senhor Fedeli,

Sou Católico Apostólico Romano. Não tenho qualquer frustração. Quis ter famíia e tenho. Me parece que o Senhor desejou ser padre e não conseguiu! De onde vem tanta revolta com a Igreja? De onde vem tanta revolta para com os filhos e filhas de Deus?

Leio com frequência esta coluna de cartas. São muito interessante a maneira agressiva com que o Senhor responde aos seus leitores. Aliás, acho que é uma forma de manter o seu sitio sempre atualizado.

Não acredito nas coisas que o Senhor escreve com relação ao Concílio Vaticano II. Pois, caso não houvesse este Concílio, o Senhor já teria ardido em uma fogueira Santa. No mínimo seria excomungado e teria que estar do outro lado da “força”.

O Senhor é professor de História. Pude observar em uma resposta dada a um determinado Frei que ousou defender a honra do papa João XXIII. O que eu achei mais interessante foi o Senhor ter usado uma carta do então Monsenhor Roncalli de 1939 para seus familiares com esse texto:
“Benditos nós na Itália. Desta vez é preciso mesmo dizê-lo: há uma mão que guia o Duce pelo bem dos italianos. Eu creio que Deus queira recompensar governantes e súditos pela paz feita com a Igreja (…) E é preciso que sejamos reconhecidos a Mussolini. Quantos homens de Estado houve na Itália antes dele ! Os Papas sempre estiveram dispostos à conciliação, mas sempre faltou o homem capaz de corresponder a eles da parte do Estado” (Mons. Roncalli — João XXIII, Carta à família, em 25-XII-39, apud Hebblethwaite, Giovanni XXIII, Rusconi Milano, 1989, p. 230).

E comentou o historiador, o ex padre Peter Hebblethwaite:

“Certamente [Roncalli] não foi jamais assim filo facista (…) nesta data, porém, não é mais um antifascista tão nítidamente como antes. ( …) aceita o fascismo, porque é difícil realisticamente se pensarem outras soluções” (Hebblethwaite, Giovanni XXIII, Rusconi Milano, 1989, p. 227).

Caro Senhor Fedeli, Eu votei no Senhor Luiz Inácio “Lula” da Silva para o seu primeiro mandato, pensando estar votando em um candidato que não iria dar continuidade aos governos corruptos que haviam comandado o Brasil até então. O Senhor Lula seria uma nova experiencia, uma nova e desesperada tentativa de mudar tudo. Como o Senhor bem sabe o BRASIL se ENGANOU TAMBÉM! O que vimos foi o continuísmo e aprimoramento das práticas já realizadas.

Como o Senhor bem sabe, o Monsenhor Roncalli e não papa João XXIII, não teria como advinhar que o Senhor Mussolini tornaria-se um aliado de Hittler em suas atrocidades, já que estamos falando em 1939 e não 1944, quando veio a tona as atrocidades do nazismo.

Não consigo entender essa sua revolta com o Vaticano II. O Senhor fez curso de teologia, sabe bem que o espírito do Vaticano II está fundamentado nas escrituras Sagradas: amor ao próximo, etc e tal.
O Senhor sabe que desde a ascenção de Jesus, surgiram várias Comunidades. Jerusalém, Tessalônica, Roma, etc. Entre elas haviam divergências, não o fosse não teria o concílio de Jerusalém, na época dos apóstolos e depois muitos outros para tratar de assuntos diversos e de heresias.
Porquê não pode haver divergências hoje? Quem é o dono da verdade? Não podemos ser hipócritas!
Temos que respeitar as culturas milenares, temos que respeitar os povos de todos os continentes.
Pare de se mostrar “padre frustrado” e fique atento para o seguinte:
Se não fosse o Concílio Vaticano II, o Senhor Leigo Orlando Fedeli, sequer poderia ser o Diretor de uma associação Católica. O Senhor seque poderia chamar um padre pelo nome. O Senhor não poderia sequer Ler uma Bíblia em seu idioma. Estaria assistindo uma missa com um breviário na mão e um folheto na outra para entender os “mistérios” que são celebrados.

Que o Beato João XXIII tenha piedade de Ti, meu Irmão herege.

Data: 9 Abril 2007

 
Muito prezado Humberto,
Salve Maria.
 
 
     Como você faz julgamentos rápidos e sem fundamento!
     De onde  tirou você a idéia de que eu quis ser padre e não consegui?
     Pensei um dia ser padre. Mas foi um dia só. Logo desisti, porque percebi que, no máximo, me deixariam dar aulas para um grupelho de seminaristas. E não por muito tempo. E eu sempre quis dar aula.
     De onde você tira que tenho revolta contra a Igreja?
     Só vivo para Ela. Só vivo por causa dEla. Só quero viver por Ela.
     De onde você tira que tenho “revolta para com os filhos e filhas de Deus?”
     Só vivo e só quero viver para ajudar a salvar as almas. Passei minha vida dando aulas de religião. De graça. Se for viver para outra coisa, quero morrer.
   
     Se você votou em Lula, isso comprova que seu juízo sobre pessoas é bem falho. O que me consola. De onde, — raios! Como se diz em Lisboa –,  tirou você a idéia de que Lula era um candidato apto?
   
     De onde tirou você a idéia de que Roncalli não podia adivinhar quem seria Mussolini? De onde você tirou essa idéia estapafúrdia?
     Podia, sim.
     Mussolini fora, por dez anos, diretor do jornal comunista, e Monsenhor Roncalli sabia disso. Mussolini sempre foi ditatorial. E Monsenhor Roncalli sabia disso. Você é que não sabia disso.
     Roncalli  foi amigo bem chegado dos piores modernistas italianos, como o Padre Ernesto Buonaiutti. É você que não sabe nada disso, e se põe como juiz do que não sabe.
     Que você “não consegue entender” minhas críticas ao Concílio Vaticano II, consigo entender muito bem. Como você não conhece nem o Vaticano II e nem as doutrinas modernistas, você confessa que não consegue entender. É natural: não se consegue entender o que não se conhece. O que não o impede de dar palpite sobre o que nvocê não entende.
   
     Você me diz que fiz curso de Teologia…
     De novo, um julgamento precipitado e errado.
     Nunca estudei Teologia
     Mas como você faz julgamentos sem saber, e com tanta certeza, você poderia me informar onde estudei Teologia? 
  
     Você me garante que “sabe bem que o espírito do Vaticano II está fundamentado nas escrituras Sagradas: amor ao próximo, etc e tal.”
     E você, que julga de tudo sem saber de nada , poderia você me exlicar porque o Papa Bento XVI condenou exatamente o “espírito do Concílio, que você defende?
     Você poderia me explicar, então, porque o padre Congar, um dos principais peritos do Concílio Vaticano II, declarou que é evidente que o ecumenismo do Concílio não encontra base nas Sagradas Escrituras? 
     Além disso, na frase ”o espírito do Vaticano II está fundamentado nas escrituras Sagradas: amor ao próximo, etc e tal.”, que significa amar esse “etc e tal. “?
     Que é esse misterioso “etc e tal. ” que o Concílio mandou amar? 
   
     Saiba que as heresais dos primeiros tempos da igreja foram condenadas pela Igreja, que é a dona da Verdade.
     Você por acaso é dono da mentira?
     Ou você é escravo dela?
     Ou é escravo de julgamentos sem base?
     Você pretende respeitar todas as culturas milenares e todos os povos.
     Pena que não tenha cultura e que, já na linha seguinte, me falte com o repeito, pois que me chama de “padre frustrado”.
   
     Em sua conclusão, você me diz que antes do Concílio Vaticano II , eu não poderia ter uma Bíblia em português.
     Pois podia, sim.
     Você errou seu julgamento de novo.
 
     E diz que eu seguiria a Missa com o Breviário na mão. O que eu nunca tive, foi Breviário.
     Meu caro, você nem sabe que Missa se segue com o Missal, e que Breviário não é Missal.  
  
     E você me diz: “Não podemos ser hipócritas!” .
     Por que, então, você se despede de mim chamando-me de “irmão herege“?
     Juntar a palavra “Irmão” com o insulto  “herege” é exatamente o que define um tratamento hipócrita.
 
     Só posso lhe agradecer sua carta que comprova pela  sua completa falta de argumentos junto com uma pletora de injúrias, como a Montfort tem razão no que diz.
     Por isso sua carta irá para o nosso Quadro de Honra.
     Tenho certeza de que isso não o deixará frustrado.
     Escreva-me, então, sempre. Isso divertirá muito a mim e aos leitores do site Montfort
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais