Montfort Associação Cultural

5 de maio de 2012

Download PDF

São Pio V, terror dos inimigos da Igreja e restaurador da Sagrada Liturgia

São Pio V conhece, através de uma visão, o resultado da batalha de Lepanto, que uniu os cristãos contra os turcos em defesa da Europa

“Deus, qui ad conterendos Ecclesiae tuae hostes, et ad divinum cultum reparandum, beatum Piium Pontifice maximum eligere dignatus es: fac nos ipsius defendi praesidiis et ita tuis inhaerere obsequiis: tu, omnium hostium superatis insidiis, perpetua pace laetemur. Per Dóminum nostrum Iesum Christum, Fílium tuum, qui tecum vivit et regnat, in unitáte Spíritus Sancti, Deus, per ómnia sǽcula sæculórum. Amen”

O Deus, que para desbaratar os inimigos de vossa Igreja e restaurar o culto divino, Vos dignastes escolher como sumo pontífice o bem-aventurado Pio, fazei com que, defendidos pela sua proteção, de tal forma nos apliquemos ao vosso santo serviço, que, depois de havermos triunfado das insidias do inimigo, saboreemos a alegria da paz eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, que conVosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo, Deus, por todos os séculos dos séculos. Amem

 Esta é a coleta da missa de hoje, 5 de maio, comemoração de São Pio V, Papa, segundo o Missal Romano de 1962.

São Pio V nasceu em 1504, no Ducado de Milão, com o nome de Antonio Ghisleri. Entrou aos 14 anos na Ordem Dominicana, onde tomou o nome de Michele. Foi ordenado em 1528. Escreveu em defesa da Cátedra de Pedro, contra as heresias de seu tempo, o que lhe valeu o posto de inquisidor. Foi ordenado bispo em 1550, feito Cardeal por Paulo IV e Inquisidor-mor e depois bispo de Mondovì. Foi eleito Papa em 1566, com 62 anos.

Aplicou as decisões do Concílio de Trento, que fora realizado de 1545 a 1563, entre elas a publicação do Catecismo Romano, e a ordenação do ensino da teologia tomista nas universidades. Reafirmou a supremacia papal com a bula In cœna Domini. Implantou a obrigação de residência e as visitas pastorais para os bispos, a clausura dos religiosos, o celibato e a santidade de vida dos sacerdotes, e o incremento das missões. Instituiu o “Index Librorum Prohibitorum“, e a censura das publicações, para que não contivessem material doutrinário não aprovado pela Igreja.

Com a bula Quo Primum Tempore instituiu a impropriamente chamada Missa tridentina, que consistiu no estabelecimento do texto oficial da Missa e do Ofício Divino em uso mais que milenar na Igreja de Roma, com a finalidade de impedir abusos e deturpações no culto sagrado, sob a ameaça das heresias protestantes.

Conclamou uma cruzada contra os turcos que estavam prestes a invadir a Europa, obtendo com muita dificuldade a formação de uma Liga Católica. Após uma grande campanha de orações por toda a Europa, a armada católica  destruiu as pretensões dos muçulmanos na batalha de Lepanto, em 7 de outubro de 1571. Em agradecimento, o Papa instituiu a festa de Nossa Senhora das Vitórias.

Morreu em 1572, sendo canonizado em 1712, por Clemente XI.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Interpretação de Profecias - Alberto Zucchi

Artigos Montfort: Maria, fonte de nossa confiança - Rafael Acácio

Notícias e Atualidades: Justiça (civil) anula nomeação de reitora da PUC SP

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais