Montfort Associação Cultural

27 de janeiro de 2005

Download PDF

Santíssima Trindade

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Rogério
  • Idade: 34
  • Localizaçao: Goiânia – GO – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Religião: Católica

Prezados Senhores,

tenho uma dúvida que gostaria que me fizessem a gentileza de sanar.

Por que quando orava no Getsemani Jesus pede que seja feita a vontade do Pai e não da dele.

Como pode a vontade do filho ser diferente da vontade do Pai se o Pai, o filho e o espírito sando são um único Deus. Não é a vontade de cada pessoa da trindade uma só ?

obrigado pela atenção,

Rogério

Muito prezado Rogério, salve Maria.

Nosso Senhor Jesus Cristo é o Verbo de Deus feito homem. NEle então, há duas naturezas: a natureza divina e a natureza humana. Enquanto homem, Jesus tinha corpo e alma, como nós. Portanto, sua alma tinha as três potências da alma humana: inteligência, vontade e sensibilidade humanas. Além disso, Ele tinha natureza divina, e era consubstancial ao Pai. Ele era a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade. Em sua natureza divina, Ele possuia então Inteligência e Vontade divinas.

Portanto havia em Cristo, duas vontades, uma divina e outra humana.

Essas duas vontades distintas, entretanto, queriam sempre a mesma coisa. Em Cristo havia uma só vontade moral, isto é, sua vontade humana queria sempre a mesma coisa que a Vontade divina queria.

Por isto, quando Cristo agonizava no Horto, conhecendo o que ia sofrer, sua vontade humana temia os sofrimentos que viriam, mas Ele, vencendo o medo, submetia-se à Vontade divina. Daí, Ele ter dito:

“Pai, se possível, afaste-se de mim este cálice, mas não se faça a minha vontade (humana), mas sim a tua Vontade (divina)”

Por fim, convém lembrar que tudo o que tem relação com a vida de Cristo envolve o mistério da Encarnação, paixão e morte do Redentor, e o que é mistério está acima de nossa compreensão humana.

In Corde Jesu, semper,

Orlando Fedeli.

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais