Montfort Associação Cultural

28 de janeiro de 2005

Download PDF

Santa Joana d’ Arc

  • Consulente: Wagner Herbet Alves Costa
  • Idade: 35
  • Localizaçao: Itapetinga – BA – Brasil
  • Religião: Católica

Viva Cristo Rei! Viva a Virgem de Guadalupe!
Wagner Herbet Alves Costa
Itapetinga-BA

Prezado Prof. Orlando Fedeli

Como os desafetos da Madre Igreja gostam de lançar mão do episódio da execução de Santa Joana DArc para atacar nós católicos. O interessante é que ela seja uma santa guerreira. E, portanto, de cara, opõe-se ao pacifismo absoluto apregoado por muitos daqueles (e até por certos “católicos”), devida à concepção errônea que estes todos têm do Deus Altíssimo. Ela, por conseguinte, é um sinal de que a espada pode fazer parte do caminho de santificação de muitos eleitos… Louvado seja Deus!

Outro dia assisti a um filme sobre a Donzela de Orleans (Joana DArc). E mesmo que no final, num letreiro, lembrou-se que ela foi canonizada pela Igreja Católica; no entanto, deu-se ênfase que SÓ em 1920 é que veio a referida proclamação… Ora, o fato é que comum haver santos que são canonizados séculos posteriores aos seus falecimentos. Uma das santas mais populares do Catolicismo é Sta Rita de Cássia: e ela, por exemplo, foi canonizada em 1900, 443 anos após o seu jazimento. Santo Alberto Magno – que é doutor da Igreja – foi canonizado cerca de 650 anos depois de sua morte.

Ademais, omitiu-se que o papa “ordenou um novo julgamento, aberto em Paris 24 anos depois da morte de Joana” [ENCICLOPÉDIA DELTA UNIVERSAL, Editora Delta SA, RJ, 1980, vol. 8, p. 4592] e que: “Em 1456, ela foi decretada inocente pelo papa Calisto III”[ENCICLOPÉDIA DELTA UNIVERSAL, Idem, Vol. 8, p.4592]. Ou seja, séculos antes da sua canonização a Igreja já havia reconhecido a inculpabilidade dessa filha de Deus. Ela que nasceu numa família católica, viveu catolicamente e passou para o outro mundo na inocência e na Fé da Igreja.

Santa Joana DArc, rogai por nós! Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo!

Bibliografia

- ENCICLOPÉDIA DELTA UNIVERSAL, Editora Delta SA, RJ, 1980, Volume 8.

Muito prezado Wagner, salve Maria!

Muito oportunas suas colocações sobre Santa Joana D”arc… Faltou apenas mencionar que o julgamento dela foi promovido pelo Bispo Pierre Couchon, que se vendeu aos ingleses tendo em vista seu interesse pela diocese de Paris. Foi antes de mais nada, um julgamento político.

Vale a pena argumentar também que Santa Joana D”arc, antes de começar a sua luta contra os invasores Ingleses, passou por uma comissão de teólogos e bispos franceses que consideraram as visões e mensagens que recebia livres de heresia.

Santa Joana D”arc, intercedei por nós.

Paulo Sérgio R. Pedrosa

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais