Montfort Associação Cultural

18 de abril de 2005

Download PDF

Ritos das Igrejas Católicas Orientais

  • Consulente: Eduardo
  • Idade: 15
  • Localizaçao: Campina Grande – PB – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau em andamento
  • Profissão: Estudante
  • Religião: Católica

Olá pessoal da Montfort! A Paz!
Queria dizer que adimiro muito o site e que Deus abençoem vocês.

Pelo que soube na missa das exéquias do Papa João Paulo II, havia Patriarcas das Igrejas Orientais, sendo que não eram os patriarcas ortodoxos e sim das igrejas q já citei que estão me comunhão com a Santa Sé. O que eu quero saber é:

Que Igrejas são essas?
Quais os ritos dessas Igrejas?
Eu posso participar dessas Igrejas?
Eu li alguns artigos mas ainda não compreendi, por favor me expliquem
sobre elas.
Caso eu possa ir nessas igrejas, algum de vcs sabem se existem aqui na Paraíba?
Agradeço de Já.
Do seu irmão em fé
Eduardo

Caro Eduardo, salve Maria.
 
A Igreja Católica conta, além da Igreja do Ocidente, também com a Igreja Católica do Oriente: própriamente chamada Católica por ser fiel ao Papa.
 
A Igreja Católica Oriental consta de vários grupos, denominados ritos perfeitamente distintos em suas leis, linguagem litúrgica, cerimônias seguidas na Missa, Sacramentos e Ofício Divino. No Ocidente essas divisões também existem, mas são muito pouco numerosas, e se usa praticamente um único rito Latino.
 
As Igrejas Católicas Orientais são divididas por região geográfica e por seus ritos. Podemos classificá-los em cinco grupos gerais de rito (assim como os cismáticos orientais):
A história desses fiéis do oriente é muito atribulada, e cheia de perseguições: tanto dos muçulmanos que dizimaram a população cristã da África, como dos cismáticos, e mais recentemente dos comunistas. Por isso a união deles com a Santa Sé foi algumas vezes rompida.
 
As transferências de católicos de um rito para o outro não são facilitadas pela Santa Sé, que deseja conservar intactos os vários ritos e não reduzi-los a uniformidade. A menos que tenha havido mudanças no código canônico, pelo que eu saiba só em um caso pode a autoridade eclesiástica local conceder a mudança de rito: no da mulher que se casa com um homem de rito diferente do seu. Ela deve adotar o rito do marido enquanto durar o matrimônio, podendo voltar ao rito original após a morte dele. Em todos os outros casos só a Santa Sé pode dar permissão para mudança de rito.
 
Os Sacerdotes estão proibidos de induzir os fiéis a mudarem de ritos.
 
As crianças devem ser batizadas no rito de seus pais, e se eles forem de ritos diferentes, no rito do pai.
 
Mesmo os cismáticos que regressarem a Igreja, não podem mudar de rito. Por exemplo: um hereje do rito copta deve tornar-se católico copta (Alexandrino), e não melquita (Bizantino) ou latino.
 
Quaisquer dúvidas, estaremos a disposição.
 
Ad majorem Dei gloriam
 
Sidney Gozzani

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Posso participar de confissões comunitárias? - Orlando Fedeli

Cartas: Doutrina e disciplina da Igreja - Orlando Fedeli

Cartas: O significado do Sangue - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais