Montfort Associação Cultural

24 de janeiro de 2005

Download PDF

Ressurreição dos mortos

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Fábio
  • Localizaçao: Vila Velha – ES – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau concluído
  • Religião: Católica

Caro Prof. Orlando!

Eu gostaria de lhe perguntar sobre uma dúvida que me atormenta um pouco. Se existe o purgatório, o céu e o inferno, e logo após a morte seremos enviados a um destes 3 lugares, o que significa a ressureição dos mortos que se dará no fim dos tempos, já que as pessoas já não estariam “dormindo esperando o juízo”, como dizem os hereges protestantes, mas já no inferno, purgatório ou céu?

Atenciosamente Fábio!

Prezado Fábio,
salve Maria.

Você deve saber que existem dois juízos : o particular e o universal.

O juízo particular se dá logo que a pessoa morre. A alma se apresenta, então, diante de Deus, e é julgada pelos seus atos. Se a pessoa morreu em pecado mortal, a alma é lançada no inferno. Se morreu em pecado venial, vai ao purgatório, fazer penitência, antes de ir ao céu. Tendo morrido sem pecado mortal ou venial, vai para o céu.

Acontece, porém, que nós somos dotados de corpo e alma, e se quem decide de nossas ações é nossa vontade livre, o corpo coopera com nossas boas e más ações. Portanto, o corpo será ressuscitado, no fim do mundo, para ser punido ou premiado junto com a alma. No fim do mundo, todos os homens morrerão, e, depois, ressuscitarão em corpo e alma, para serem publicamente julgados por Deus. Este será o juízo universal, ou juízo final.

Os bons ressuscitarão com um corpo glorioso, imortal, brilhante, ágil e impassível, e serão levados ao céu em corpo e alma. Os maus ressuscitarão com um corpo que espelhará a sua feiúra de alma, e, depois de julgados por Cristo, serão lançados no fogo eterno do inferno, como diz Cristo no Evangelho de São Mateus, Cap. XXV, 31-46.

Jamais dê ouvidos ao que dizem os protestantes, porque da boca dos hereges não se apreenderá a verdade. Escreva-me sempre.

In Corde Jesu, semper, Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Ação do demônio para tentar o homem - Orlando Fedeli

Cartas: Ofício Divino

Cartas: Diferença entre alma e espírito 2 - Celso Gubitoso

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais