Montfort Associação Cultural

22 de junho de 2013

Download PDF

Quinto Domingo depois de Pentecostes

Fonte: Missa Tridentina na Paróquia São Sebastião, Campo Grande

2ª Classe – Paramentos Verdes
Para ler/baixar o Próprio completo desta Missa, clique aqui.
Epístola 1ª de São Pedro Apóstolo 3, 8-15.
Caríssimos: conservai-vos todos bem unidos na oração, e sede compassivos, amigos dos irmãos, misericordiosos, afáveis e humildes; não pagueis o mal com o mal, nem a injúria com a injúria; ao contrário, abençoai, pois é para isso que fostes chamados, a fim de terdes a benção em herança. Na verdade, quem quer amar a vida, e ver dias felizes, refreie a sua língua do mal, e que os seus lábios não profiram falsidades; afaste-se do mal, e pratique o bem; procure a paz, até a alcançar: Porque o Senhor tem os olhos sobre os justos, e esta atento às suas orações; volta, porém, o rosto contra os que fazem o mal. Quem é que vos pode prejudicar, se fordes zelosos no bem? Mais ainda: Se sofrerdes pela justiça, mais felizes sois! Não temais, portanto, as ameaças dos maus, nem vos perturbeis; por vossa parte bendizei a Cristo Senhor nos vossos corações.
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5, 20-24.
Naquele tempo: Disse Jesus a seus discípulos: “Se a vossa justiça não for além da dos escribas e dos fariseus, não entrareis no reino dos Céus. Ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás; e quem matar será condenado em juízo.’ Pois Eu digo-vos que todo aquele que se irar contra seu irmão, será condenado em juízo. Mais ainda: Quem disser a seu irmão: ‘Raca (cabeça oca)!’, será condenado em conselho; e quem lhe chamar: ‘Louco!’, será condenado ao fogo da Geena. Portanto, se estás para fazer a tua oferta diante do altar, e aí te lembrares que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa lá a tua oferta diante do altar, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão; depois, virás fazer a tua oferta.”

Traduções das leituras extraídas do Missal Quotidiano por Pe. Gaspar Lefebvre OSB (beneditino da Abadia de Santo André) – Bruges, Bélgica: Biblica, 1963 (com adaptações).
Comentário ao Evangelho do dia:
São João Crisóstomo (c. 345-407), presbítero de Antioquia, depois bispo de Constantinopla, doutor da Igreja
Homilia sobre a traição de Judas, 6; PG 49, 390 (extraído do site Evangelho Quotidiano, apud Per Ipsum)
“Vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão”
Escuta o que diz o Senhor: “Se fores, portanto, apresentar uma oferta sobre o altar e ali te recordares de que o teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa lá a tua oferta diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão; depois, volta para apresentar a tua oferta.” Perguntarás: “Deixarei a oferta e o sacrifício diante do altar?” E Ele responde: “Com certeza, porque o sacrifício é oferecido precisamente para viveres em paz com o teu irmão.” Assim, pois, se o objetivo do sacrifício é a paz com o teu próximo, e tu não salvaguardas a paz, de nada serve participares no sacrifício, nem sequer com a tua presença. A primeira coisa que tens a fazer é restabelecer a paz, essa paz pela qual, repito, é oferecido o sacrifício. Então tirarás bom proveito deste.
Porque o Filho do Homem veio ao mundo reconciliar a humanidade com Seu Pai. Como diz Paulo: “Agora, Deus reconciliou todas as coisas Consigo” (Col 1, 22),“levando em Si próprio a morte à inimizade” (Ef 2, 16). É por isso que Aquele que veio trazer a paz nos proclama bem-aventurados se seguirmos o Seu exemplo, e no s dá o Seu nome como herança: “Bem-aventurados os obreiros da paz, porque serão chamados filhos de Deus” (Mt 5, 9). Portanto, realiza tu, na medida das possibilidades da natureza humana, aquilo que fez Cristo, o Filho de Deus. Faz reinar a paz entre os outros como ela reina em tua casa. Não é verdade que Cristo dá o nome de filhos de Deus aos amigos da paz? É por isso que a única disposição que quer de nós quando vamos apresentar um sacrifício é que estejamos reconciliados com os nossos irmãos, mostrando-nos assim que a caridade é a maior de todas as virtudes.

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais