Montfort Associação Cultural

4 de julho de 2007

Download PDF

Prof. Alessandro Lima, do site Veritatis Splendor, ataca a Montfort

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: André
  • Localizaçao: Limeira – SP – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Analista de Sistemas
  • Religião: Católica

Caro professor Orlando e demais amigos da Montfort,

A paz de Cristo!

É com muita tristeza que escrevo para comunicar um ataque direto à Montfort feito pelo prof. Alessandro Lima, do site “Vanitatis Splendor”.

Diz ele: “Como alguém pode se dizer católico e ficar dando ouvidos aos gurus? [...] estes “gurus” [...] São pessoas de mentalidade estreita e de grande orgulho. Ensinam suas próprias convicções como se fossem o sumo da doutrina católica.”

Ele invoca os cânones 337 e 341 para dizer que ninguém pode rejeitar os ensinamentos do CV II. Até aí, nada de novo.

Mas ele continua: “o cisma não é formal como antes, é informal, por isso a dificuldade dos católicos identificarem estas pessoas como não-católicas. Os tradicionalistas fazem tanto mal aos fiéis quanto os modernistas. Mostram-se tão católicos quanto os vétero-católicos e os ortodoxos.”

Então ele cita bem parcialmente o seguinte texto do Cardeal Ratzinger: “Quem quer que negue o Vaticano II nega a autoridade que sustenta os outros concílios e os separa dos seus fundamentos. Isto se aplica ao assim chamado “tradicionalismo” (The Ratzinger Report: An Exclusive Interview on the State of the Church by Joseph Cardinal Ratzinger; Ignatius Press, San Francisco, 1985, pgs.28-9)”

E termina assim: “Quem colabora com estes grupos (Fraternidade Sacerdotal São Pio X, Associação Cultural Montfort, Permanência e etc) não colabora com a Igreja e viola o cân. 752 do Código de Direito Canônico.”

Parece que estes “cegos ao meio-dia” não têm limites em sua própria cegueira, e passaram a chamar todos dos grupos acima de não-católicos, o que é muito grave.

O que fazer?

Um abraço amigo,
André

Muito prezado André,
Salve Maria.

     Muito obrigado por suas palavras.
     Você tem razão. Essa pessoa, infelizmente, ficou cega pelo ódio. Esse indivíduo, pedira para entrar em contato comigo, pois pretendia colaborar com a Montfort. Disse-lhe que isso só seria possível acertando os ponteiros sobre o Concílio Vaticano II e a Missa Nova. Ele pediu que o admitisse como meu aluno, o que fiz de bom grado. Pediu para assistir uma palestra minha, em Brasília, sobre o Concílio Vaticano II, o que admiti. Ao final, quis tirar fotos comigo e publicou depois essa foto num blog do site dele (abaixo), fazendo alguns elogios a mim (em particular, e por escrito, os elogios dele eram bem maiores).
     Em particular, criticava a letra do Concílio Vaticano II — justo a letra que Bento XVI defende — e agora vem com esse ataque furibundo e sem caridade.
     É pessoa de palavra variável. O que desmoraliza o ataque que nos faz. Rezemos para que Deus lhe tire a cegueira da alma.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli



http://blog.veritatis.com.br/2007/04/encontro-com-o-prof-orlando-fedeli.html

Quinta-feira, 12 de Abril de 2007

Encontro com o Prof. Orlando Fedeli

No último dia 24/03/07 tive a oportunidade de conhecer pessoalmente o Prof. Orlando Fedeli quando fui assistir a uma palestra sua sobre o Concílio Vaticano II (CVII) e a Crise atual da Igreja, em Brasília (onde moro). Esse evento faz parte do ciclo de palestras que ele está promovendo pelo Brasil.
Foi um momento muito especial pois finalmente se encontraram os diretores dos dois maiores apostolados apologéticos católicos na Internet. Pela especialidade daquela oportunidade, preferi não polemizar, mas compreender melhor o pensamento, as críticas e as reservas que o Prof. Orlando possui em relação ao CVII; e como na sua opinião a Igreja deverá combater a crise atual.

Tivemos a oportunidade de conversar sobre a crise na Igreja, a arquitetura de Brasília (que parece ter fortes influências esotéricas e maçônicas), sobre D. Bosco, nós mesmos e tantos outros assuntos.

Prof. Orlando é muito articulado e inteligente. Tem grande amor pela Santa Igreja e trata as pessoas com muito zêlo e carinho. Também é muito divertido e alegre com constância.

Tanto a Monfort quanto o Veritatis Splendor amam a Santa Igreja, sua Tradição e odeiam o Modernismo. Mas divergimos no que deve ser combatido e como deve sê-lo. As diferenças entre a Monfort e o Veritatis são claras, nossos leitores as conhecem e portanto dispensam apresentações.

Eu e o Prof. Orlando nos tornamos amigos e estamos orando para que nossos apostolados possam colaborar plenamente pela salvação das almas e para o bem de toda Santa Igreja.

Nosso apostolado Veritatis Splendor reafirma seu compromisso de fidelidade ao Magistério Vivo da Igreja, que se expressa também pelo Concílio Ecumênico Vaticano II. Continuamos – e sempre continuaremos – a defender a validade, licitude e ortodoxia do rito novo da Missa, conforme promulgado por Paulo VI e João Paulo II.

A amizade que mantenho com o Prof. Orlando Fedeli não me faz aderir àquilo que, no seu pensamento, considero equivocado.

Eu e o Prof. Orlando Fedeli
presenteamo-nos com nossos últimos livros.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Comentário à publicação: O modernismo de Olavo de Carvalho - Fernando Schlithler

Cartas: O tom cortante e pontiagudo da verdade - Orlando Fedeli

Cartas: Blasfêmias nos seminários - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais