Montfort Associação Cultural

16 de fevereiro de 2013

Download PDF

Primeiro Domingo da Quaresma – Próprio da Missa e Comentário ao Evangelho do Dia

Fonte:

 Missal Quotidiano Latim-Português,

D. Beda Keckeisen, 1947, pp. 180 e ss.

Obras Raras do Catolicismo

 

Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santo Ambrósio (aprox. 340-397), bispo de Milão e doutor da Igreja 
Comentário sobre o Evangelho de São Lucas, IV, 7-12 ; PL 15, 1614 – a partir da trad. Brésard, 2000 ans A, p. 88 (extraído dos sites Evangelho Quotidiano e Per Ipsum, com adaptações a/c blog)
“Jesus foi então conduzido pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo”
Recordai como o primeiro Adão foi expulso do paraíso para o deserto, para que a vossa atenção se concentre na maneira como o segundo Adão (1Cor 15, 45) regressa do deserto ao paraíso. Vede, com efeito, como a primeira condenação é desamarrada, depois de ter sido amarrada, e como são restabelecidos os benefícios divinos sobre os vestígios dos benefícios antigos. Adão vem de uma terra virgem, o Cristo vem da Virgem; aquele foi feito à imagem de Deus, Este é a imagem de Deus (Col 1, 15); aquele foi colocado acima de todos os animais irracionais, Este acima de todos os seres vivos. Por uma mulher veio a insensatez, por uma virgem a sabedoria; a morte veio de uma árvore, a vida pela cruz. Um, despido das vestes espirituais, teceu para si uma veste de folhas de árvore; o Outro, despojado das vestes deste mundo, não mais almejava uma veste material (Jo 19, 23).
Adão foi expulso do deserto, o Cristo vem do deserto; porque Ele sabia onde se encontrava o condenado que queria reconduzir ao paraíso, já liberto do seu pecado. [...] Como, sem um guia, aquele poderia reencontrar no deserto a rota perdida, aquele que no Paraíso havia perdido a rota que seguia, faltando-lhe um guia?
Vede, as tentações são numerosas, o esforço voltado à virtude é difícil, e é fácil dar passos em falso em direção ao erro. [...] Sigamos, pois, a Cristo, conforme está escrito: “Tu seguirás ao Senhor teu Deus, e a Ele temerás” (Dt 13, 5). [...] Sigamos, pois, os Seus passos, e poderemos retornar do deserto ao paraíso.
Fonte: Missa Tridentina na Paróquia São Sebastião, Campo Grande

Publicações relacionadas

Oração e Vida Espiritual: Quarto Domingo do Advento: Liturgia Tridentina

Oração e Vida Espiritual: Festa da Santíssima Trindade: Liturgia Tridentina

Oração e Vida Espiritual: Segunda Feira da Semana da Paixão

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais