Montfort Associação Cultural

26 de abril de 2007

Download PDF

Por que não o Latim se todas as falsas religiões têm suas línguas ´sagradas`?

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: André
  • Localizaçao: Leme – SP – Brasil
  • Religião: Católica

Prezado professor Orlando
Primeiramente quero cumprimentá-lo pelo trabalho realizado em divulgar a Verdade.
O motivo de minha carta diz respeito ao uso da lingua Latina na Missa.Assisti a uma entrevista com um padre e este falou sobre o LAtim e colocou uma posiçao e uma interrogaçao muito importante.
Por que as pessoas acham bonito e correto que em um culto budista,se rezem mantras na lingua nativa? Por que em uma mesquita, todas as oraçoes, em qualquer parte do mundo são faladas em árabe, idem para todas as religiões, e quando se trata da Missa, todos rogam pragas quando se fala em reza-la em LAtim, a lingua da Igreja?E por que essa resistência parte principalmente da Igreja, aliás, dos membros dela?
Obrigado

Muito prezado André,
Salve Maria.
 
    Sua carta mostra uma contradição tremenda dos padres que são contra o latim. 
    Eles admitem e admiram as religiões falsas, apesar de que em todas elas se use uma língua sagrada. Mas para a Igreja eles querem a língua vulgar.
    Eles são contra o latim porque são contra o Mistério de Deus. 
    São contra que haja na religião algo que a razão não possa alcançar. 
    Sua resistência ao latim é porque eles pretendem que o povo entenda tudo na Missa, assim como eles pretendem ter uma “fé” racionalista, puramente humana, recusando os Mistérios da Fé que estão acima da razão.
    Além disso, por tática, eles querem a liturgia em língua vulgar, porque a língua viva, mudando o sentido das palavras no decorrer do uso, facilita a introdução de erros. 
    Em terceiro lugar, eles querem a missa em língua popular porque consideram que é o povo que reza a missa, e que o padre é igual a todos os homens.

    
Um abraço amigo.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais