Montfort Associação Cultural

26 de novembro de 2004

Download PDF

Plínio Corrêa de Oliveira

  • Consulente: Newton
  • Idade: 25
  • Localizaçao: Fortaleza – CE – Brasil
  • Escolaridade: Pós-graduação em andamento
  • Religião: Católica

Caro Sr. Orlando Fedeli, Salve Maria!

Já faz algum tempo que acompanho as polêmicas acerca de Dr. Plínio Corrêa de Oliveira. Já faz algum tempo que acompanho seu ódio iracundo ao Dr. Plínio (Ele nunca defendeu tese, mas no Brasil é tradição chamar-se de “doutor” os bacharéis!!). Tal qual o senhor, também já fui da TFP! Pertenci à essa entidade por alguns anos. E informo-lhe que, ao contrário do que o senhor imagina em seus delírios egocêntricos, o seu nome nem sequer é lembrado na referida entidade. O senhor não passa de um “gato morto à beira da estrada”. Caro sr. Mutuca, permita-me que eu assim o chame, embora o senhor pense que “morde, cutuca e faz coçar”, seus uivos odiosos contra Dr. Plínio não fazem outra coisa senão enaltecer a figura deste líger católico!

Dr. Plínio faleceu em Outubro de 1995. Entretanto, mesmo sem poder defender-se e contra-atacar, o senhor mente descaradamente a respeito desse líder católico e da entidade fundada por ele! Isso é um ato de suprema covardia!! Só se deve atacar um adversário quando este tem meios de se defender. É assim que atua um cavalheiro! Há alguns anos, o senhor publicou um livro, o qual tive a oportunidade de ler, assim como a réplica ao mesmo, em que deixou trnsparecer todo o seu ódio ao Dr. Plínio. As mentiras esbravejadas naquele livro, foram vitoriosamente refutadas pela TFP! Ora, como explicar tamanho ódio, a não ser motivado pela inveja? Quando pertencestes à TFP, o senhor não se contentava em ser apenas mais um membro…queria mais! Em seu orgulho doentio, queria mais! Queria ser o primeiro!! Ora, meu caro, ser o primeiro é para quem pode, e não para quem quer! Como não podia ser o “primeiro” na TFP, saiu e fundou sua própria entidade, onde podia dar asas ao seu orgulho doen tio!

Caro sr. Mutuca, quanto ao seu antigo aluno, nos idos anos de 1956, o Sr. Jão Clá Dias, como explicar tanta ódio a ele? Ora, a resposta é fácil de se concluir…novamente a inveja! Remontando à década de 50, boa parte de seus alunos ingressaram, depois, na TFP. O senhor ia, gradualmente, perdendo o domínio sobre eles…Domínio? Sim! O senhor sempre teve delírios megalomaníacos de liderança! Esquecestes, entretanto, que o verdadeiro líder possui um carisma próprio!! E liderança, o senhor nunca teve! Seus antigos alunos ingressaram na TFP, sob a liderança de Dr. Plínio! Este, sim, um verdadeiro líder! E líder católico! Mas era demais para seu orgulho suportar isso…Resolvestes sair da TFP e fundar sua própria organizaçãozinha, que jaz morta à beira da estrada! E entre seus antigos alunos, estava o sr. João Clá! Discípulo fiel de Dr. Plínio, não podia escapar do ódio iracundo que o senhor lhe devotava!

A sua inveja é tal, caro sr. Mutuca, que mesmo tendo o Dr. Plínio falecido, o senhor continua furiosamente a atacá-lo ferozmente, não tendo escrúpulos em criar as mais descabidas mentiras a seu respeito! Ele não pode defender-se, é verdade! Mas também é verdade que sua investidas furiosas contra esse líder católico, que não fez outra coisa em sua vida a não ser DEFENDER A IGREJA, O PAPA E A CIVILIZAÇÃO CRISTÃ, não ficarão impunes! O senhor prestará contas diante de Deus e de Nossa Senhgora!!

Peço à Nossa Senhora, que tenha misericórdia de sua pobre alma! Peço a ela, que é o “Refúgim peccatórum”, que perdôe os males que o senhor tanto tem freito e continua fazendo à causa católica! Mas peço também a ela, que é o “Espéculum Justítiae”, que, quando a taça da cólera divina estiver cheia, que transborde a sua cólera sobre os que lutaram contra a Santa Igraja Católica, Apostólica Romana!! Muitas, vezes, oh dor, infiltrados no seio da própria Igreja, como lobos vestindo pele de ovelhas!

Espero que publique esta carta, na sua íntegra, em seu site.

Sem mais, despeço-me, In Jesu et Mariae, Newton

Fortaleza, 04 de Setembro de 2003.

Pacífico Newton, salve Maria!

Você me desafia a publicar sua carta na íntegra. Claro que vou publicá-la na íntegra, e no “Quadro de Honra” do site Montfort, tão profundos, tão isentos e belos são os seus ” argumentos”, que valem por uma confissão.

Permita-me, porém, desmentir só uma das mentiras que você diz: não consegui publicar o livro que escrevi contra a tpf. Por isso você nunca o leu. Quem sabe logo mais, a seu pedido, publique pelo menos um de seus capítulos…

E, por favor, seja mais original… Não plagie a quem você revela ter “estima” tão doce e profunda. Não me plagie: “gato morto à beira da estrada” é expressão que eu usei contra a tpf. Não confunda gato morto com mutuca vivo.

Passe bem.

Orlando Fedeli ou Mutuca, como sua “caridade” quiser.

 

TAGS

Publicações relacionadas

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais