Montfort Associação Cultural

13 de abril de 2007

Download PDF

Pesquisa Datafolha: aumenta apoio à pena de morte no País

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Diogo Kalil
  • Localizaçao: Brasília – DF – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Médico
  • Religião: Católica

Prezados amigos da Montfort,

Gostaria, primeiramente, de desejar a todos os membros da Montfort e todos os leitores do site uma Páscoa abençoada. Que Jesus ressuscitado faça-nos morrer para o mundo e nascer em uma vida nova em Cristo.

Estou escrevendo para compartilhar uma notícia interessante que vem sendo divulgada em vários sites. Essa notícia é sobre uma pesquisa do Datafolha que mostra que a maioria dos brasileiros é contra o aborto, a eutanásia, a adoção de crianças por casais homossexuais e que a maioria é a favor da pena de morte.

Isso mostra que os brasileiros, apesar dos pesares, ainda possuem valores cristãos que sobrevivem, embora a tentativa da mídia e das pessoas “conscientes” de destruir esses valores.

O link para essa notícia é: http://gazetaweb.globo.com/Canais/Noticias/Noticias.php?n=128730

Com certeza é Nossa Senhora que protege esse povo e, sem dúvida, Ela deve ter ficado muito triste com a aprovação da Lei do Aborto em Portugal.

Que Ela continue nos protegendo e rogando por nós junto a Cristo.

Salve Maria!

Diogo Kalil. 



08/04/2007 – 07:30
Datafolha: aumenta apoio à pena de morte no País

A Pesquisa Datafolha publicada na edição deste domingo do jornal Folha de S.Paulo aponta que o apoio da população à adoção da pena de morte aumentou no Brasil. De acordo com o levantamento, 55% dos entrevistados são favoráveis à pena de morte e 40% são contra.

O levantamento ouviu 5,7 mil pessoas em 25 Estados entre os dias 19 e 20 de março. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Na pesquisa feita em agosto de 2006, 51% dos entrevistados eram favoráveis à adoção da pena de morte e 42%, contrários.

A pesquisa também aponta que 57% dos brasileiros afirmam ser contra a prática da eutanásia.

Considerada crime no País, 36% são a favor do procedimento. Somente 2% dos pesquisados são indiferentes ao tema, enquanto 5% não souberam responder.

Sobre a prática do aborto, o percentual de brasileiros que rejeitam qualquer tipo de mudança na legislação cresce desde 1993 – ano em que a pesquisa foi criada.

Pelos dados divulgados, 16% da população apóiam mudanças na lei, que permite o aborto apenas em casos de estupro ou risco de morte da mãe ou do bebê. Para 65% dos entrevistados, a legislação deve continuar como está.

O levantamento feito pelo Datafolha revela também que mesmo após a Justiça liberar a adoção de crianças por casais homossexuais, a sociedade ainda desaprova a medida: 52% dos entrevistados são contra a adoção de crianças por casais do mesmo sexo e 49% é contrária à legalização da união civil entre homossexuais.

Entre os homens, 54% rejeitam a união e apenas 37% apóiam. Entre as mulheres, o percentual de apoio é de 46%, sendo 45% das entrevistadas contrárias à legalização.

Um projeto apresentado por Marta Suplicy para legalizar a união homossexual tramita na Câmara, mas foi retirado da pauta e não voltou mais a ser discutido.

(Folha Online)

Muito prezado Dr. Diogo,
Salve Maria.
 
     Muito obrigado pela notícia e, muito mais, por seus votos de boa Páscoa. Espero que Deus tenha dado a você e aos seus uma santa Páscoa.

     O povo é maciçamente contra o aborto e a favor da pena de morte. A mídia é que mente procurando dar a entender que o povo é pelo aborto e contra a pena de morte.
     Curioso é que os Deputados dizem que estão lá para fazer a vontade do povo. Mas, fazem apenas a vontade que alguém impõe a eles. Isso é a Democracia moderna. 
     Rezemos pelo Brasil e rezemos pelo Papa. 

     Mande uma grande abraço meu a seu irmão e escreva-me sempre.


In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Comunismo invade as mentes - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Discussão do Indiscutível

Artigos Montfort: Que civilização queremos? - Padre Elílio Matos

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais