Montfort Associação Cultural

23 de janeiro de 2011

Download PDF

Perseguição Ecumênica: Honra para a Montfort

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Orlando Fedeli
  • Localizaçao: – Brasil

Bispo de Belém, Dom Orani João Tempesta, recusa que sejam proferidas palestras do Prof. Orlando Fedeli em sua diocese. 

À sua Excelência Reverendíssima,
Dom Orani João Tempesta, Digníssimo Arcebispo de Belém do Pará.

Excia.
 
     Recebi a informação que Vossa Excia., por meio de um sacerdote da Cúria Arquidiocesana, comunicou a um amigo meu, que me convidara a dar palestras em Belém, que não gostaria que houvesse, nesse momento, palestras minhas em sua Arquidiocese”. Por amor à união…
     Um pedido de Vossa Excia., de fato, é uma ordem.
     Quero crer que V. Excia Rvdma. é fiel seguidor do ecumenismo conciliar e que, seguindo o Concílio Vaticano II, jamais fez pedido igual a Teólogos da Libertação seguidores de Fidel Castro, e nem deixou de dialogar com hereges protestantes… 
     Por amor à união…
     Para comigo, o diálogo não vale, e a tolerância conciliar não é invocada. 
     Deo gratias!
     Praticando o ecumenismo, creio que V. Excia jamais proibiu que entrassem e falassem, em Belém, protestantes, judeus, muçulmanos, hereges, fariseus e saduceus, e mesmo boffes e bettos de todos os tipos.

     Com todo respeito por sua autoridade episcopal, quero dizer-lhe, Excia. Rvdma. que, embora exorbitante, seu pedido-ordem concede, à Montfort e a mim, uma honra imensa e muito especial. Pois não sou o primeiro a quem se recusa entrada em Belém. OUTRO, infinitamente santo, teve também sua entrada em Belém, um dia, recusada. 
     Vossa Excia me colocou em divina companhia. 
     
     Deus lhe pague.
     Rogando a Deus que o recompense por sua generosa recusa, me subscrevo atenciosamente, 

in Corde Jesu, semper, 
Orlando Fedeli.
São Paulo, 15 de Junho de 2007

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais